Meteorologia

  • 27 FEVEREIRO 2021
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 20º

Edição

AO MINUTO: Biden assina ordens executivas para reverter agenda de Trump

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a cerimónia de inauguração de Joe Biden como 46º presidente dos Estados Unidos.

AO MINUTO: Biden assina ordens executivas para reverter agenda de Trump

É um dia histórico nos Estados Unidos. Esta quarta-feira, dia 20 de janeiro, Joe Biden toma posse como o 46º presidente norte-americano, sucedendo a Donald Trump. A cerimónia de inauguração, em Washington DC, vai começar às 11h15 locais (16h15 em Portugal Continental).

Trump deixou a Casa Branca e não estará presente na tomada de posse, tal como já tinha sido anunciado.

A transição de poder foi turbulenta e Joe Biden e Kamala Harris, que vai assumir o cargo de vice-presidente, vão herdar um país dividido - uma divisão que já existia na sociedade americana, mas que foi acentuada pelos quatro anos da presidência de Trump - e com vários problemas.

O maior desses problemas é a pandemia do novocoronavírus que tem dilacerado o país. Esta terça-feira, os Estados Unidos ultrapassaram a marca das 400 mil mortes. Joe Biden tem prometido um reforço na vacinação e nas medidas para combater a pandemia.

Recuperar a economia, muito penalizada pelo coronavírus, é outro dos desafios que a nova administração terá pela frente.

No entanto, o maior desafio de Joe Biden a longo prazo será unir o povo norte-americano, incrivelmente bipolarizado, como ficou patente com a invasão do Capitólio no dia 6 deste mês.

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a cerimónia de inauguração de Joe Biden como 46º presidente dos Estados Unidos.

00h49 - Termina aqui este registo de acompanhamento do dia que completou a transição de poder nos Estados Unidos. Joe Biden tomou posse como novo presidente, sucedendo a Donald Trump.

No seu primeiro discurso como presidente fez um apelo à união do povo americano e pouco depois de ter chegado à Casa Branca começou a assinar ordens executivas, muitas das quais a reverterem políticas de Trump.

Os primeiros dias da Administração Biden prometem trazer muitas novidades. Os Estados Unidos iniciam aqui um novo ciclo na sua história.

00h44 - Esta quarta-feira foi um dia histórico para os Estados Unidos, com a tomada de posse de Joe Bidem como o 46º presidente e Kamala Harris a assumir o cargo de vice-presidente. Pode recordar aqui algumas das imagens que marcaram "um novo dia na América".

00h42 - O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, congratulou o novo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, considerando ser "o início de um novo capítulo" e desejou manter uma "estreita cooperação" com a nova administração norte-americana.

00h24 - O presidente dos Estados Unidos da América, Joe Biden, assinou hoje um decreto para salvaguardar o programa DACA, que protege a deportação de cerca de 650 mil indocumentados que chegaram ao país, quando eram crianças.

Biden assinou também outro decreto que ordena a paragem da construção do muro na fronteira com o México.

O novo líder dos EUA anulou ainda o veto à imigração imposto por Donald Trump a turistas de 11 países de maioria muçulmana, popularmente conhecido como 'veto muçulmano'.

23h59 - O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, assinou hoje uma ordem executiva para evitar a saída do país da Organização Mundial da Saúde (OMS), que estava prevista para julho, após um processo iniciado por Donald Trump.

Esta foi uma das primeiras ações de Biden como presidente.

23h30 - Joe Biden falou com a equipa que vai trabalhar consigo na Casa Branca e marcou desde logo uma clara diferença relativamente à administração Trump e ao ambiente tóxico no seio da mesma. Biden disse que iria despedir qualquer funcionário seu que tratasse um colega com desrespeito.

"Se estiverem a trabalhar comigo e ouvir-vos a tratarem um colega com desrespeito, rebaixarem-no, despeço-vos nesse instante", garantiu Joe Biden.

23h21 - Nove das 17 ordens executivas assinadas hoje pelo presidente Joe Biden revertem políticas de Donald Trump, avança a CNN.

23h17 - O chefe de Estado brasileiro, Jair Bolsonaro, cumprimentou hoje o seu homólogo norte-americano, Joe Biden, pela tomada de posse como 46º presidente dos Estados Unidos e disse esperar "um excelente futuro para a parceria Brasil-EUA".

23h08 - Hillary Clinton afirmou que Joe Biden é o homem certo para o momento que os Estados Unidos atravessam, a enfrentarem a pandemia de coronavírus e com a sociedade amplamente dividida.

“Acho que o momento e o homem foram feitos um para o outro”, disse a antiga candidata à presidência, de acordo com a CNN.

22h47 - Um apoiante de Donald Trump em Washington DC ficou dececionado com a falta de protestos no dia da tomada de posse de Joe Biden.

Billy chegou hoje de manhã a Washington para protestar e mostrar o seu desagrado pelo início da presidência de Biden, mas disse à agência Lusa que não tinha encontrado manifestações a que se pudesse juntar.

22h33 - Sobre a carta que Donald Trump deixou na secretária Resolute, Joe Biden salientou que o antecessor escreveu-lhe uma carta "muito generosa". Mas não adiantou pormenores.

"Como é privada, não vou falar sobre o seu conteúdo até falar com ele", acrescentou.

22h20 - Tal como tinha prometido, Joe Biden começou de imediato a trabalhar. O presidente está na Sala Oval e começou a assinar ordens executivas, muitas das quais com o intuito de reverter ordens executivas do anterior presidente, Donald Trump.

Em declarações aos jornalistas, Joe Biden frisou que assinar ordens executivas "ousadas". "Não há melhor tempo para começar do que hoje", disse.

Ao todo, Biden vai assinar 17 ordens executivas. A primeira ordem assinada tem como objetivo reforçar o combate à pandemia e impõe o uso obrigatório de máscaras, assim como o cumprimento do distanciamento social nos edifícios federais.

Outras ordens visam a política de imigração e as alterações climáticas, com os Estados Unidos a voltarem ao Acordo de Paris.

21h09 - Kamala Harris entra na Casa Branca, acompanhada do marido Doug Emhoff.

21h00 - Kamala Harris e o marido Doug Emhoff saíram agora do carro que os transportava. Aproveitam para estar com alguns familiares e vão seguir a pé para a Casa Branca também.

20h53 - Prosseguem agora as comemorações com uma parada virtual. John Stewart arranca com o evento de apresentações artísticas, realizadas nos 50 estados do país.

Tom Hanks, Eva Longoria e Kerry Washington serão anfitriões num espetáculo televisionado de 90 minutos no qual Bruce Springsteen e John Legend são cabeças de cartaz, ao lado de Jon Bon Jovi, Foo Fighters, Justin Timberlake, Demi Lovato, Ant Celmons, Ozuna, Luis Fonsi e Lin-Manuel Miranda, entre muitos outros.

20h49 - Joe Biden já está na Casa Branca.

20h44 - Joe Biden saiu da limousine presidencial, intitulada de Beast. Na companhia de Jill Biden e da restante família, está a seguir a pé para a Casa Branca. Antes de entrar Biden aproximou-se de um jornalista e cumprimentou-o, batendo-lhe com o punho.

É um momento significativo e inesperado face às preocupações de segurança em torno desde dia.

20h31 - Com a coluna de veículos que transporta Joe Biden e Kamala Harris a aproximar-se da Casa Branca, começou a parada inaugural de Biden.

Devido à pandemia de coronavírus e por questões de segurança relacionadas com a invasão do Capitólio, desta vez perante ruas vazias em Washington DC.

20h23 - Os códigos nucleares foram hoje entregues ao novo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, mas, pela primeira vez na história, a transferência, habitualmente discreta, necessitou de uma coreografia a dois tempos.

Como Donald Trump se recusou a participar na cerimónia de tomada de posse do seu sucessor, facto sem precedentes nos últimos 150 anos, a transferência dos códigos na tribuna onde decorre a tomada de posse, exigiu este ano dois exemplares da mala contendo todos os elementos necessários para um ataque nuclear, e que acompanha o presidente norte-americano em todas as circunstâncias.

19h58 - Joe Biden e Kamala Harris serão transportados dentro de momentos para a Casa Branca.

19h51 - Terminou a cerimónia de homenagem no Cemitério Nacional de Arlington, onde foi depositada uma coroa de flores no Túmulo do Soldado Desconhecido. Joe Biden, Kamala Harris e os três antigos presidentes, Barack Obama, George W. Bush e Bill Clinton respeitaram um momento de silêncio durante a cerimónia.

19h44 - A ativista Greta Thunberg saudou hoje a saída de Donald Trump da presidência dos Estados Unidos com ironia, ao recorrer à frase "um homem velho muito feliz", uma expressão usada pelo governante em relação a ela em 2019.

"Parece um homem velho muito feliz que está ansioso para descobrir um futuro brilhante e maravilhoso. É tão bonito de se ver!", escreveu a ativista ambiental sueca, de 18 anos, numa mensagem publicada na rede social Twitter, que é acompanhada por uma imagem de Donald Trump, nos degraus do helicóptero presidencial, poucas horas antes do fim do seu mandato.

19h31 - Os chefes de Estado francês, peruano e salvadorenho saudaram hoje o novo presidente norte-americano, com Emmanuel Macron a desejar as "boas-vindas" dos Estados Unidos ao Acordo de Paris sobre o Clima.

"'Welcome back' [Bem-vindo] ao Acordo de Paris. É em conjunto que todos nós poderemos combater os desafios do nosso tempo. É em conjunto que poderemos fazer face às alterações climáticas, pois trata-se do nosso planeta", escreveu Macron na mensagem de felicitações, que estendeu também à vice-presidente, Kamala Harris.

"Para Joe Biden e Kamala Harris os meus melhores votos neste dia histórico para o povo norte-americano", acrescentou.

19h28 - Antes de deixar o cargo, o antigo presidente Donald Trump assinou um memorando para prolongar o destacamento de segurança dos serviços secretos aos seus filhos por mais seis meses, de acordo com a CNN.

19h23 - Joe Biden e a primeira-dama Jill Biden, e Kamala Harris e o marido Doug Emhoff, dirigem-se para o Cemitério Nacional de Arlington onde vão depositar uma coroa de flores no Túmulo do Soldado Desconhecido.

Os Bidens vão estar acompanhados dos antigos presidentes Barack Obama, George W. Bush e Bill Clinton.

19h17 - Mais de mil profissionais da área da edição nos Estados Unidos assinaram uma carta aberta, na qual apelam aos editores para boicotarem a eventual publicação de livros de memórias de membros da administração de Donald Trump.

19h02 - Joe Biden e Kamala Harris estão a sair do Capitólio e passam em revista uma formação militar com pelotões dos ramos das forças armadas norte-americanas.

A passagem em revista das forças armadas é uma tradição que reflete a transição pacífica do poder. Este ano com algumas diferenças. Em virtude da pandemia, os participantes nesta formação militar respeitam distanciamento social.

18h52 - Muitos legisladores republicanos elogiaram o discurso de Joe Biden e a forma como geriu a transição de poder.

Segundo a CNN, o senador Mitt Romney disse que o discurso de Biden foi "muito poderoso". Já o senador Pat Toomey saudou o apelo à unidade feito pelo presidente.

18h43 - Mitch McConnell, líder republicano do Senado, entregou a bandeira dos Estados Unidos à vice-presidente, Kamala Harris. Por sua vez, Nancy Pelosi, a presidente da Câmara dos Representantes, entrega a bandeira dos Estados Unidos a Joe Biden.

18h37 - Os líderes do Congresso vão presentear Joe Biden com oferendas, como é tradição quando um presidente toma posse.

18h22 - O presidente norte-americano assina nesta altura três documentos na Sala do Presindente no Capitólio. Um desses documentos é a Proclamação do Dia da Inauguração. Os outros são de nomeações para a sua administração.

18h07 - Joe Biden já publicou o seu primeiro tweet como presidente dos Estados Unidos.

"Não há tempo a desperdiçar quando se trata de combater as crises que enfrentamos. É por isso que hoje, vou para a Sala Oval para começar a trabalhar para oferecer ação ousada e alívio imediato para as famílias americanas", escreveu o presidente.

17h44 - A nova vice-presidente, Kamala Harris, e o seu marido, Doug Emhoff, estão a escoltar Mike Pence, o anterior vice-presidente, e a sua esposa, Karen, na saída do Capitólio.

Um ato de normalidade na transição de poder entre as administrações norte-americanas, que contrasta com a ausência de Donald Trump, que desrespeitou a tradição.

17h39 - Finda a cerimónia de inauguração, Joe Biden e Kamala Harris dirigiram-se para o Capitólio.

17h27 - O reverendo Silvester Beaman, amigo de Joe Biden e pastor da Igreja Episcopal Metodista Africana, dá uma bênção.

17h14 - O cantor de música country Garth Brooks interpreta nesta altura 'Amazing Grace, um hino que é habitualmente cantado após o hino norte-americano.

17h12 - A terminar o seu discurso, Biden promete "defender a Constituição, a democracia e a América". Na sua presidência, Biden quer os Estados Unidos voltem a ser "o farol do mundo".

17h08 - No seu primeiro ato como presidente, Joe Biden presta homenagem às vítimas da Covid-19 nos Estados Unidos com um momento de silêncio.

17h05 - Biden deixou palavras de agradecimento aos seus antecessores de ambos os partidos. Destacou o presidente Jimmy Carter, com quem falou na noite anterior e que não pode estar presente na cerimónia de inauguração.

16h58 - No seu primeiro discurso como presidente, Joe Biden frisou que a "a democracia é preciosa e a democracia prevaleceu". Fez um apelo à união do povo americano e sublinhou que o "crescimento do extremismo político, da supremacia branca e do terrorismo doméstico tem de ser confrontado e será derrotado".

"A América tem de ser melhor do que isto", atirou Joe Biden.

16h49 - Joe Biden prestou juramento como o 46º presidente dos Estados Unidos.

16h47 - Jennifer Lopez acaba de fazer uma contribuição musical. A cantora interpretou 'This Land is Your Land' e 'America the Beautiful'.

16h41 - Sonia Sotomayor, a primeira juíza hispânica do Supremo Tribunal, vai fazer o juramento de Kamala Harris.

Kamala Harris prestou juramento como vice-presidente dos Estados Unidos. É a primeira mulher negra e asiática a assumir o cargo de vice-presidente.

16h40 - Andrea Hall, a primeira mulher afro-americana a alcançar o posto de capitã no corpo de bombeiros de South Fulton, Geórgia, recita o Juramento de Fidelidade.

16h37 - Um dos momentos mais aguardados da cerimónia de inauguração. Lady Gaga canta o hino norte-americano, 'Star Spangled Banner'.

16h30 - Leo O'Donovan, um padre jesuíta e ex-presidente da Universidade de Georgetown, faz agora uma invocação religiosa.

16h23 - A senadora Amy Klobuchar faz o primeiro discurso. Palavras de otimismo, numa América que é sempre capaz de "seguir em frente". Klobuchar fez uma referência à invasão do Capitólio e disse que "não devemos tomar a nossa democracia como garantida".

16h17 - Joe Biden e Jill Biden chegam agora à plataforma. Momentos antes, Kamala Harris, a futura vice-presidente, e o seu marido Doug Emhoff chegaram à plataforma onde vai decorrer a cerimónia. Pode acompanhar a cerimónia de inauguração aqui.

16h10 - O vice-presidente Mike Pence já está na plataforma no exterior do Capitólio onde vai ter lugar a cerimónia de inauguração. Os antigos presidentes Barack Obama e Bill Clinton também já estão nessa plataforma.

15h59 - António Costa já demonstrou a sua disponibilidade para trabalhar com Joe Biden para "fortalecer as relações União Europeia-Estados Unidos".

Numa mensagem publicada no Twitter, o primeiro-ministro também referiu que pretende "reafirmar a relevância da NATO" e colaborar "na defesa da democracia e dos direitos humanos".

15h40 - Na sua despedida da Casa Branca, Melania Trump afirmou que "ser a vossa primeira-dama foi a minha maior honra".

Melania deixa a Casa Branca com um nível de popularidade bastante inferior aos das suas antecessoras.

15h37 - A Casa Branca indicou hoje que o presidente cessante Donald Trump deixou uma carta para o seu sucessor, Joe Biden, cujo teor não foi revelado, cumprindo uma tradição norte-americana na transição de poderes.

A carta foi deixada na Sala Oval e é uma tradição na transição de presidentes, tendo Trump recebido a do seu antecessor, Barack Obama, há quatro anos.

"Somos apenas ocupantes temporários deste cargo. Isso faz de nós guardiões das instituições e das tradições democráticas, como a do Estado de Direito, a separação de poderes e a proteção dos direitos cívicos pelos quais os nossos antecessores se bateram", escreveu então Obama.

15h31 - O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, disse hoje que um "novo dia" amanhece na América, a menos de três horas de ser empossado como sucessor do republicano Donald Trump.

Na sua conta da rede social Twitter, Biden deixou uma mensagem de esperança - "É um novo dia na América" - depois de ter assistido a uma cerimónia religiosa na igreja de São Mateus, em Washington, acompanhado da mulher, Jill, e da sua futura vice-presidente, Kamala Harris.

Leia Também: Biden é hoje empossado numa Washington deserta e fortemente vigiada

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório