Meteorologia

  • 28 FEVEREIRO 2021
Tempo
16º
MIN 9º MÁX 20º

Edição

Farmacêutico que estragou mais de 500 doses de vacina proibido de exercer

Homem admitiu estragar vacina por não acreditar na sua eficácia.

Farmacêutico que estragou mais de 500 doses de vacina proibido de exercer

O conselho administrativo de Wisconsin decidiu retirar a licença ao farmacêutico Steven Brabdenburg, depois de ser acusado de danificar mais de 500 doses da vacina contra a Covid-19, nos EUA.

O farmacêutico do Wisconsin, nos EUA, foi preso em dezembro por ter adulterado mais de 500 doses da vacina da Moderna contra a Covid-19 no Aurora Medical Center, em Grafton.

O homem, de 46 anos, afirmou, inicialmente, que se tratara de um acidente, mas depois acabou por assumir que retirou 57 frascos da vacina da Moderna do frigorífico, provocando o desperdício de mais de 500 doses do fármaco.

Steven terá retirado as vacinas do frigorífico, onde devem ser conservadas, com o claro objetivo de as estragar, isto porque não acredita no potencial de cura da vacina e considera mesmo que esta poderá ser prejudicial para a saúde.

O conselho de Administração anunciou que o homem está proibido de exercer a profissão. Steven trabalhava como farmacêutico desde 1997 e não possuía, até ao momento, nenhuma queixa ou caso de indisciplina.

Contra o homem ainda não foi feita nenhuma queixa-crime.

Leia Também: Funcionário destruiu propositadamente mais de 500 doses da vacina

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório