Meteorologia

  • 24 JANEIRO 2021
Tempo
15º
MIN 12º MÁX 17º

Edição

Jordânia dos poucos a países a incluir refugiados no plano de vacinação

A Agência das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) anunciou hoje que o Governo da Jordânia incluiu os refugiados na campanha de vacinação contra a covid-19, tornando o país num dos primeiros a incluir este grupo na imunização.

Jordânia dos poucos a países a incluir refugiados no plano de vacinação
Notícias ao Minuto

13:05 - 14/01/21 por Lusa

Mundo ACNUR

Raia Alkabasi, do Iraque, foi hoje a primeira refugiada a receber a vacina na Jordânia, especificamente no centro de imunização da cidade de Irbid (norte do país), como parte da campanha lançada na quarta-feira pelo Ministério da Saúde do país.

A campanha de vacinação da Jordânia, realizada com as duas vacinas autorizadas no país (Sinopharm e Pfizer/BioNTech), tem atualmente como prioridade os trabalhadores de saúde e os idosos.

"A Jordânia mostrou, mais uma vez, uma liderança e solidariedade exemplares para com os refugiados, incluindo-os em todo o mecanismo de resposta à pandemia e também na vacinação", disse o alto comissário da ONU para os Refugiados, Filippo Grandi, em comunicado.

A ACNUR indicou que dos 78 países que elaboraram estratégias nacionais de vacinação (cerca de 50 iniciaram as imunizações), apenas metade (39) se comprometeu expressamente a incluir refugiados.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.979.596 mortos resultantes de mais de 92,3 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório