Meteorologia

  • 25 FEVEREIRO 2021
Tempo
11º
MIN 11º MÁX 15º

Edição

Edward Snowden saúda rejeição britânica de extradição de Assange

O ex-consultor de inteligência dos EUA, Edward Snowden, saudou hoje a recusa da justiça britânica em extraditar Julian Assage para os Estados Unidos, esperando que tal seja "o fim" dos processos contra o fundador do Wikileaks.

Edward Snowden saúda rejeição britânica de extradição de Assange

"Que este seja o fim (do caso)", escreveu Edward Snowden na sua conta da rede social Twitter, respondendo a uma mensagem que relatava a decisão de um tribunal britânico que, alegando risco de suicídio, rejeitou hoje o pedido de extradição de Assange.

O australiano, de 49 anos, enfrenta uma acusação que pode conduzir a uma sentença de 175 anos de prisão nos Estados Unidos, por ter divulgado, a partir de 2010, mais de 700 mil documentos sigilosos sobre atividades militares e diplomáticas norte-americanas, em particular no Iraque e no Afeganistão.

Refugiado na Rússia desde 2013, Edward Snowden também é procurado pelos Estados Unidos, após ter transmitido aos 'media' dezenas de milhares de documentos que comprovam a extensão das atividades da Agência de Segurança Nacional Americana (NSA, na sigla em inglês) e que demonstram a enorme dimensão da vigilância eletrónica dos serviços de inteligência de Washington.

Acusado de espionagem no seu país, Snowden arrisca uma pena de até 30 anos de prisão, tendo ficado privado do seu passaporte norte-americano a pedido de Washington, o que o conduziu até Moscovo, onde permanece asilado desde maio de 2013, depois de ter estado em Hong Kong e afirmando a intenção de buscar refúgio na América Latina.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório