Meteorologia

  • 14 ABRIL 2021
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 20º

Edição

AO MINUTO: Internamentos 'disparam'; UE a negociar mais doses com Pfizer

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no Mundo.

AO MINUTO: Internamentos 'disparam'; UE a negociar mais doses com Pfizer

Portugal registou nas últimas horas mais 78 mortes por Covid-19 e 4.369 novos casos de infeção pelo novo coronavírus. Desde o início da pandemia, o país já registou 7.196 mortes e 431.623 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando atualmente ativos 80.008 (mais 2.407 face à véspera) casos. Saliente-se ainda que foram identificados 16 casos da nova estirpe em Portugal Continental.

Esta segunda-feira, dia em que acaba a proibição de circular entre concelhos - mantendo-se porém o recolher obrigatório nos concelhos de maior risco -, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai ouvir todos os partidos com assento parlamentar, depois de ter anunciado que pretende renovar o Estado de Emergência por apenas oito dias, em vez dos habituais 15. É também hoje que arranca, em Portugal continental, a vacinação em lares de idosos.

Consulte os mapas da evolução da pandemia do novo coronavírus em Portugal e no Mundo.

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19:

15h43 - Encerrámos este registo informativo. Obrigado por ter ficado connosco. Pode continuar a acompanhar as últimas notícias aqui.

15h16 - Regulador europeu poderá pronunciar-se hoje sobre vacina da Moderna. A Agência Europeia de Medicamentos indicou que poderá pronunciar-se ainda hoje sobre a vacina da farmacêutica Moderna contra a Covid-19, antecipando uma declaração em dois dias.

14h43 - Milhões de quenianos regressam hoje às escolas fechadas desde março. Milhões de alunos quenianos regressaram hoje às salas de aula, o que acontece pela primeira vez desde que o sistema escolar do país foi encerrado, a 15 de março de 2020, devido à pandemia de Covid-19.

14h39 - Lar da Misericórdia de Miranda do Douro regista uma morte por Covid. O Lar de Misericórdia de Miranda do Douro registou hoje a primeira morte associada à Covid-19, tratando-se de um homem de 93 anos que tinha outras patologias associadas, disse à Lusa a provedora da instituição.

14h36 - Ministro da Educação anuncia reforço da Internet nas escolas. O ministro da Educação anunciou hoje que nas próximas semanas vai ser feito um "reforço da Internet" nas várias escolas do país, considerando esta aposta na digitalização a "maior operação logística" e "verdadeira reforma" do sistema de ensino.

14h29 - Qual é a situação do seu concelho? Confira aqui quais os concelhos onde a situação da Covid-19 é mais crítica (e o oposto). A DGS atualizou hoje os dados

14h22 - Ao contrário das prováveis expectativas, e depois de um ano dominado pela pandemia, não foi nem Covid-19, nem pandemia, a palavra de 2020. 'Saudade' foi a (grande) eleita Palavra do Ano de 2020 em votação da Porto Editora.

14h11 - Acaba de ser divulgado o boletim epidemiológico da evolução da Covid-19 em Portugal continental e que reporta mais 78 óbitos e 4.369 novos casos. De referir ainda que o número de internamentos voltou a 'disparar' nas últimas 24 horas, estando 3.171 doentes internados (mais 127) dos quais 510 em Unidades de Cuidados Intensivos, mais dez em relação a ontem.

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 7.186 mortes e 431.623 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando hoje ativos 80.008, mais 2.407 do que no domingo.

13h35 - Ministro afirma que escolas têm pela frente "55 longos dias de provação". O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, fez hoje um balanço "positivo" do primeiro período de aulas e afirmou que a comunidade educativa tem pela frente "55 longos dias de provação", mas que as "escolas estão preparadas".

13h31 - Número de mortes na Misericórdia de Alcáçovas sobe para 16. O número de óbitos no surto de Covid-19 no lar da Misericórdia de Alcáçovas, concelho de Viana do Alentejo (Évora), subiu para 16, com a morte de mais dois utentes, revelou hoje o provedor.

13h10 - Comissão Europeia negoceia compra de mais doses à Pfizer. A Comissão Europeia está em negociações com a Pfizer/BioNTech para encomendar mais doses da sua vacina contra a Covid-19, para além das 300 milhões de vacinas já contratualizadas, indicou esta segunda-feira uma porta-voz, em conferência de imprensa. "A Comissão está a verificar junto das empresas se existe possibilidade de acrescentar doses adicionais àquelas que já temos acordadas", disse, segundo cita a Reuters.

13h03 - São João com "cerca de 4.000" profissionais vacinados até fim da semana. O Hospital de São João, no Porto, conta vacinar contra a covid-19 "mais 1.500" profissionais de saúde "esta semana", chegando a "cerca de 4.000" vacinados, disse hoje o diretor da Unidade Autónoma de Gestão de Urgência e Medicina Intensiva.

12h35 - Mais de 1,8 milhões de mortes em todo o mundo. A pandemia provocada pelo novo coronavírus já fez pelo menos 1.843.631 mortos em todo o mundo desde que foi notificado o primeiro caso na China, segundo o balanço diário da agência France-Presse.

12h17 - Francisco Rodrigues dos Santos, líder do CDS, fez algumas notas, à imprensa, depois do encontro com o Presidente da República, em Belém. O líder centrista quis "reforçar a ideia de que o plano de vacinação não é o fim do vírus", mas sublinhando a necessidade de uma "administração capaz de fazer a operacionalização", que deve "priorizar os mais idosos". Foi ainda criticada a "centralização que está a ser dada à administração da vacina nos centros de saúde", apelando Francisco Rodrigues dos Santos a que sejam envolvidas outras entidades, como as juntas de freguesia e hospitais locais, para "não prejudicar ainda mais aqueles que estão a ser deixados para trás".

Sobre o prolongamento do Estado de Emergência, que o líder discutiu com Marcelo Rebelo de Sousa, o líder do CDS repetiu que o partido "não passa cheques em branco" e que, portanto, quer "conhecer antecipadamente as medidas". "O CDS está ao lado do senhor Presidente da República sobre a necessidade de existir Estado de Emergência", começou por assumir. "Coisa diferente é dizer que estamos disponíveis para apoiar medidas que desconhecemos, que o Governo virá a apoiar na aplicação deste decreto (...). Isso não estamos em condições de dizer, porque não sabemos quais são. Daí mantermos o nosso voto de abstenção", acrescentou.

12h05 - Stephen Powis, diretor médico do Sistema Nacional de Saúde do Reino Unido, manifestou satisfação, em entrevista à Sky News, com o início da administração da vacina de Oxford no país. O Reino Unido está agora a administrar as vacinas da Pfizer/BioNTech e da Oxford/AstraZeneca, tendo como objetivo aplicá-las à medida que forem chegando. "Se nos entregarem dois milhões de vacinas por semana, então o objetivo é vacinar dois milhões de pessoas", disse.

11h58 - Alemanha poderá alargar confinamento até 31 de janeiro. De acordo com o jornal Bild, o governo alemão terá acordado com os 16 estados federativos alargar o período de confinamento até 31 de janeiro. O país está confinado desde 16 de dezembro, estando encerradas escolas, a maioria das lojas, restaurantes e bares. Angela Merkel irá reunir com os líderes estaduais na terça-feira.

11h34 - Cotrim confirma que Estado de Emergência será renovado por uma semana. O líder e deputado único da Iniciativa Liberal (IL), João Cotrim Figueiredo, confirmou, esta segunda-feira, que a renovação do Estado de Emergência terá a duração apenas de uma semana, tendo em conta que é necessário ter "dados mais fiáveis" para avançar com uma prorrogação possivelmente mais longa.

10h52 - Balanço do período de festas no Hospital de S. João. Nelson Pereira, coordenador do serviço de urgência e medicina intensiva do Hospital de S. João, fez um balanço do período de festas, mostrando preocupação com o aumento de internamentos. "É sinal de alerta de que há um agravamento da situação no que à Covid-19 diz respeito", começou por indicar. "É certamente efeito da época natalícia, não é só o dia 24 ou o dia 25 que produz este efeito, todo o ambiente à volta das festas faz com que as pessoas contactem mais", acrescentou.

O responsável avançou que o Hospital de S. João tem 22 camas disponíveis na unidade de cuidados intensivos, além da capacidade normal do serviço. "Vemos com preocupação este recrudescimento, porque, naturalmente, novos casos significam novos internamentos e novos cuidados intensivos".

10h03 - Um morto, 39 utentes e 15 funcionários infetados em lar de Soure. Um surto de Covid-19, detetado em dezembro, infetou 39 utentes e 15 funcionários no Lar-Sede da Santa Casa da Misericórdia de Soure, em Coimbra, e já causou uma vítima mortal.

10h02 - Índia com 214 mortos e mais de 16 mil casos nas últimas 24 horas. A Índia registou 214 mortos por Covid-19 e 16.504 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, de acordo com os dados do Ministério da Saúde indiano.

8h23 - Rússia reporta mais 23 mil casos no último dia. A Rússia reportou esta segunda-feira mais 23.351 novos casos de coronavírus (na véspera foram 24.150), registados nas últimas 24 horas, elevando o número total para 3.260.138. O número total de mortes é de 58.988, com mais 482 mortes registadas no último dia (no dia anterior foram 504).

8h19 - Primeiro paciente a receber vacina de Oxford. A direção-geral de Saúde britânica publicou uma imagem de Brian Pinker, de 82 anos de idade, que se tornou na primeira pessoa a quem foi administrada a nova vacina contra a Covid-19 da Oxford-AstraZeneca. A administração foi feita no Hospital Universitário de Oxford, pela enfermeira-chefe Sam Foster.

8h11 - Alemanha com mais 9.847 contágios e 302 mortes nas últimas 24h. São esta segunda-feira contabilizados mais 9.847 novos casos de infeção na Alemanha, de acordo com o Instituto Robert Koch (RKI), elevando o número total para 1.775.513. Quanto ao número de óbitos, o total acumulado é agora de 34.574, com mais 302 mortes a serem registadas nas últimas 24 horas (no dia anterior tinham sido 312).

8h08 - Vacinação em lares de idosos começa hoje em Portugal, em Mação. A vacinação nos lares de idosos arranca hoje em Portugal continental, em Mação, Santarém, com mais de 100 pessoas de duas instituições a receberem a vacina, segundo o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social (MTSSS).

8h06 - Recolher obrigatório mantém-se nos locais de maior risco. A proibição de circulação entre concelhos em todo o território continental terminou hoje às 5h00, após o fim de semana prolongado de passagem de ano, mas mantém-se o recolher obrigatório nos territórios de maior risco de transmissão da Covid-19.

8h05 - O primeiro-ministro, António Costa, esta segunda-feira, em entrevista à agência Lusa:

8h02 - Algumas atualizações ocorridas durante a madrugada:

8h00- Bom dia! Estamos a iniciar um novo acompanhamento, esta segunda-feira. Clique aqui para conferir as atualizações de domingo, relativamente à pandemia do novo coronavírus.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório