Meteorologia

  • 31 JULHO 2021
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 23º

Edição

Secretário da Saúde do Reino Unido chora ao ver vacinação contra a Covid

Matt Hancock não conseguiu conter as lágrimas, em direto, ao ouvir palavras de um dos idosos que tomou a vacina.

Secretário da Saúde do Reino Unido chora ao ver vacinação contra a Covid

O secretário da Saúde do Reino Unido, Matt Hancock, não conseguiu conter as lágrimas, na manhã desta terça-feira, enquanto ouvia o primeiro homem que recebeu a vacina da Pfizer contra a Covid-19.

O momento aconteceu em direto no programa Good Moorning Britain, depois de William Shakespeare, de 81 anos, receber a vacina numa unidade hospitalar de Warwickshire.

"Isto vai fazer uma grande diferença nas nossas vidas de agora em diante", disse o idoso.

Ao passar a imagem de William para Matt Hancock, foi possível ver o secretário a enxugar as lágrimas. Depois de se recompor, mas ainda emocionado, o governante admitiu que foi um “ano muito difícil”.

"Foi um ano muito difícil para tantas pessoas e William Shakespeare disse isso de uma forma tão simples… temos de continuar com as nossas vidas. Ainda faltam alguns meses. Ainda tenho essa preocupação. Não podemos estragar tudo", sublinhou, apelando a que todos continuem a cumprir as regras sanitárias para evitar surtos.

"Ainda temos que levar a vacina a milhões de pessoas e continuar a seguir as regras. Há muito trabalho envolvido nisso. Tenho muito orgulho em ser britânico", frisou.

William Shakespeare foi o primeiro homem a tomar a vacina contra a Covid-19. Antes, Margaret Keenan, de 90 anos, entrava para a história como a primeira pessoa a receber a vacina no mundo.

À Sky News, Matt Hancock salientou que "ao observar Margaret ali ...parece tão simples tomar uma vacina no braço, mas isso protegerá Margaret e protegerá as pessoas ao seu redor. E se conseguirmos fazer isto, isto que será um dos maiores feitos da história do NHS. Se conseguirmos fazer isto por todos os que são vulneráveis a esta doença, então podemos seguir em frente", explicou.

Apesar dos muitos elogios por ter mostrado os seus sentimentos, no Twitter, alguns utilizadores estão a arrasar Matt Hancock acusando-o de cinismo e de estar a brincar com o sentimento e vida dos britânicos.

Já o diretor médico do NHS England, o professor Stephen Powis, também admitiu ter ficado emocionado ao ver Margaret receber a vacina. "Não consigo dizer quanta emoção houve naquele centro de vacinação", começou por dizer o profissional de saúde, acrescentando que este foi um "dia verdadeiramente histórico" e "um ponto de viragem nesta pandemia".

Recorde-se que, esta terça-feira, o Reino Unido começou a sua campanha de vacinação.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório