Meteorologia

  • 29 NOVEMBRO 2020
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 14º

Edição

Egípcios votam na primeira fase das eleições Legislativas

Os egípcios votaram hoje a primeira fase das eleições legislativas do país, que irá produzir um parlamento repleto de partidários do presidente Abdel-Fattah al-Sissi.

Egípcios votam na primeira fase das eleições Legislativas
Notícias ao Minuto

22:38 - 24/10/20 por Lusa

Mundo Egito

A eleição decorreu numa altura em que o país mais populoso do mundo árabe enfrenta um ligeiro aumento de casos de covid-19, com as autoridades a avisar que está a chegar uma segunda vaga da pandemia.

Tal como na eleição para o Senado em agosto, as autoridades eleitorais egípcias disseram que seriam distribuídas gratuitamente máscaras aos eleitores e que as secções eleitorais seriam desinfetadas.

O primeiro-ministro, Mustafa Madbouly exortou o egípcios a participar no sufrágio, que descreveu como tendo uma "atmosfera democrática", enquanto votava esta manhã no subúrbio de Gizé.

Desde que chegou ao poder em 2014, al-Sissi presidiu uma repressão permanente dos dissidentes que desencorajou as críticas públicas ao governo. As forças de segurança detiveram milhares de pessoas após pequenos protestos esporádicos na rua contra a corrupção no ano pessoal.

As eleições legislativas no Egito, que se realizam de cinco em cinco anos, foram agendadas para outubro e novembro.

As duas voltas estão agendadas para hoje e domingo e para 07 e 08 de novembro.

Para os milhões de egípcios na diáspora, a votação teve lugar de 21 a 23 de outubro e voltará a acontecer de 04 a 06 de novembro.

Os resultados serão anunciados nos dias 01 e 15 de novembro.

O mandato do atual parlamento, eleito em 2015, chega ao fim em janeiro de 2021.

Embora oficialmente dotada de prerrogativas importantes, há anos que os críticos denunciam o papel muito limitado da Câmara, agora apenas com um bloco de oposição insignificante, no debate público e na tomada de decisões políticas.

Em agosto, o Egito elegeu o seu Senado num sufrágio ganho principalmente por apoiantes do Presidente e marcado por uma reduzida afluência às urnas.

Antigo Conselho Consultivo, o Senado foi reinstituído em 2019, através de uma reforma constitucional que prevê também a possível continuidade do presidente, Abdel Fattah al-Sissi, no poder até 2030.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório