Meteorologia

  • 25 FEVEREIRO 2021
Tempo
11º
MIN 11º MÁX 15º

Edição

Sérvia é o primeiro país do mundo a comprar sistema antimíssil a Pequim

A Sérvia é o primeiro país do mundo a comprar à República Popular da China um sistema antimíssil apoiado por radares num gesto que marca as novas relações entre Belgrado e Pequim, indica hoje a imprensa local sérvia. 

Sérvia é o primeiro país do mundo a comprar sistema antimíssil a Pequim
Notícias ao Minuto

13:14 - 04/08/20 por Lusa

Mundo Sérvia

O sistema de médio alcance FK-3 - que também se pode utilizar da defesa antiaérea - junta-se à recente compra de outros equipamentos militares como aparelhos voadores não tripulados ('drones') no contexto da modernização das Forças Armadas da Sérvia. 

O jornal Politika, próximo do governo, noticia as novas aquisições, reconhecendo que fontes da Defesa "não confirmaram nem desmentiram" a informação.

Outras publicações, incluindo o blog especializado em questões de defesa "Rede de Segurança Balcânica" cita um relatório estatal de compras que menciona a aquisição do material militar em 2019 pela companhia Jugoimport SDPR

Em julho, o presidente da Sérvia, Aleksandar Vucic, confirmou a compra de seis 'drones' à República Popular da China.

Os drones chineses armados com mísseis teleguiados por laser são os primeiros a ser vendidos na Europa por Pequim. 

Vucic elogiou este ano o presidente chinês Xi Jinping, considerando-o "amigo e irmão da Sérvia" e agradecendo-lhe a ajuda na compra de material sanitário e o envio de especialistas médicos no quadro do combate à propagação da epidemia global de SARS CoV-2. 

Pequim considera a Sérvia um "parceiro fundamental" na estratégia conhecida como a Nova Rota da Seda, que pretende criar infraestruturas para garantir a chegada dos produtos chineses aos principais mercados ocidentais.  

A República Popular da China financia vários projetos nos Balcãs, como a modernização da linha de caminho-de-ferro que liga Belgrado a Budapeste. 

A Sérvia, que espera aderir à União Europeia em meados desta década, declarou neutralidade militar em 2006, apesar de ter aderido ao programa Associação de Paz da Aliança Atlântica.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório