Meteorologia

  • 07 AGOSTO 2020
Tempo
31º
MIN 19º MÁX 33º

Edição

Covid-19: Brasil reporta mais 1.220 mortes e 42.619 novos casos

O país ultrapassou esta quinta-feira as 69 mil vítimas mortais.

Covid-19: Brasil reporta mais 1.220 mortes e 42.619 novos casos
Notícias ao Minuto

22:35 - 09/07/20 por Silvia Abreu 

Mundo Pandemia

O Brasil ultrapassou hoje a barreira das 69 mil vítimas mortais, após ter reportado 1.220 óbitos nas últimas 24 horas. No total, o país contabiliza 69.184 mortes devido à pandemia do novo coronavírus.

No que diz respeito a casos confirmados, o total é agora de 1.755.779. Um aumento de 42.619 infetados face ao dia de ontem.

A taxa de mortalidade do SARS-CoV-2 no Brasil é de 3,9% e a de letalidade de 32,9. Mais de um milhão de pessoas recuperaram da doença.

A região sudeste do Brasil continua a ser a mais afetada, somando 604.912 casos e 31.608 óbitos na pandemia.

Nesta região, que concentra os estados mais populosos do Brasil, São Paulo e Rio de Janeiro lideram em número de óbitos e de casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus, que provoca a doença covid-19.

São Paulo, o estado mais rico e desenvolvido país, lidera nestas estatísticas, com 349.715 casos e 17.118 mortes provocadas pela covid-19, seguido pelo Rio de Janeiro, com 128.324 infeções confirmadas e 11.115 óbitos.

O estado do Ceará, no nordeste do país, registou 131.000 casos e 6.741 óbitos provocados pelo novo coronavírus, superando o Rio de Janeiro em infeções confirmadas, mas não no número de mortes.

Hoje, a Prefeitura de São Paulo, a maior cidade do país, com mais de 12 milhões de habitantes, divulgou a segunda fase de uma investigação serológica segundo a qual há uma enorme subnotificação dos casos da doença.

A investigação indica que 1,2 milhão de pessoas já terão sido infetadas na cidade de São Paulo. O número é quase sete vezes maior do que os dados oficiais.

Segundo país do mundo mais afetado pela pandemia, atrás apenas dos Estados Unidos em registo de casos e de óbitos, o Brasil aindanão conseguiu determinar quando ocorrerá o pico da doença, nem quando a curva de infeção vai começar a baixar.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório