Meteorologia

  • 29 FEVEREIRO 2024
Tempo
12º
MIN 10º MÁX 16º

Onda de novos casos na Sérvia leva à imposição de restrições mais severas

As autoridades sérvias decidiram impor medidas restritivas mais severas, como o uso de máscara nos transportes públicos e em espaços fechados em Belgrado para responder à onda de novos casos da covid-19 que está a assolar a capital.

Onda de novos casos na Sérvia leva à imposição de restrições mais severas
Notícias ao Minuto

16:58 - 29/06/20 por Lusa

Mundo Covid-19

Segundo os dados oficiais mais recentes, e praticamente numa só semana, a média de novos casos diários de infeção está atualmente nos 250, quando, há um mês, não ultrapassava os 50.

No início de maio, a Sérvia considerou estável a situação epidemiológica e deu início a um programa de desconfinamento gradual, permitindo, já em junho e sem restrições, concentrações de pessoas em espaços abertos, como em estádios.

As autoridades de Belgrado permitiram também ao "herói nacional" Novak Djokovic, "número um" do ténis mundial, organizar um torneio humanitário, que era suposto percorrer o país.

No entanto, a digressão acabou por ser inviabilizada de forma abrupta, depois de vários tenistas, entre eles o próprio Djokovic, e responsáveis pela organização do torneio, terem testado positivo com o novo coronavírus.

A situação de crise acentuou-se particularmente depois das eleições legislativas de 21 deste mês.

Hoje, o "estado-maior" sérvio do combate à crise epidémica decidiu impor em Belgrado, a partir de terça-feira, o uso de máscara em locais fechados, como em restaurantes, clubes, discotecas, salões de beleza, centros comerciais e nos transportes públicos.

Na sequência das celebrações da vitória nas legislativas do Partido Sérvio do Progresso (SNS), do chefe de Estado Alexandar Vucic, na noite de a 21 de junho, na sede da força polícia em Belgrado, vários altos responsáveis, entre eles ministros do Governo de Ana Brnabic, anunciaram terem testado positivo ao novo coronavírus.

Entre eles figuram o ministro da Defesa, Aleksandar Vulin, o chefe de gabinete para o Kosovo [que equivale ao cargo de ministro], Marki Djuric, e a presidente do parlamento, Maja Gojkovic.

A primeira-ministra Ana Brnabic e outros membros do Governo efetuaram testes também, mas os resultados foram negativos, tal como escreveu hoje o diário sérvio Blic.

Desde o início da pandemia na Sérvia, a 06 de março, 14.228 pessoas foram contaminadas, 274 morreram e mais de 12.200 estão restabelecidas.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 501 mil mortos e infetou mais de 10,16 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Recomendados para si

;
Campo obrigatório