Meteorologia

  • 11 JULHO 2020
Tempo
34º
MIN 19º MÁX 36º

Edição

Parlamento israelita suspenso após infeção de um deputado

O parlamento israelita pediu hoje aos seus funcionários para ficarem em casa e anulou as reuniões dos deputados, após um destes ter testado positivo ao novo coronavírus.

Parlamento israelita suspenso após infeção de um deputado
Notícias ao Minuto

12:36 - 04/06/20 por Lusa

Mundo Covid-19

"Tendo em conta que o deputado Sami Abu Shahadeh (membro da Lista Unida dos partidos árabes) contraiu o coronavírus, todos os funcionários do Knesset receberam instruções para não se deslocarem ao parlamento se o seu trabalho não for essencial", indicou a instituição num comunicado.

O texto adianta que "todas as reuniões das comissões previstas para hoje foram adiadas".

O deputado Abu Shahadeh, morador em Jaffa, declarou à rádio pública que se cruzou nos últimos 10 dias com "milhares" de pessoas, em manifestações e no Knesset.

Esteve nomeadamente, como outros membros da Lista Unida, na tenda de luto em Jerusalém Oriental para Iyad Hallak, um palestiniano autista de 32 anos morto a tiro no sábado pela polícia israelita, que erradamente pensou que tinha uma pistola.

Abu Shahadeh disse sentir-se em boa forma física após ter recebido o resultado positivo do teste na quarta-feira à noite.

Israel tem registado um aumento de contágios após a reabertura das lojas e das escolas no final de maio.

O país, com nove milhões de habitantes, conta com mais de 17.300 infetados, incluindo 290 mortos.

Nos últimos dias, 51 escolas voltaram a encerrar, após mais de 260 alunos e professores terem testado positivo ao coronavírus. Perto de 8.000 pessoas estão em isolamento preventivo por terem estado em contacto com as pessoas infetadas, segundo o Ministério de Educação.

Mais de 382.000 pessoas já morreram em todo o mundo e mais de 6,4 milhões foram infetadas devido à pandemia de covid-19, segundo um balanço da agência France Presse.

Mais de 2,7 milhões de doentes foram considerados curados.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório