Meteorologia

  • 27 OUTUBRO 2021
Tempo
17º
MIN 14º MÁX 25º

Edição

Reino Unido reporta 111 mortes, número mais baixo após confinamento

Um total de 39.045 pessoas infetadas morreram no Reino Unido após terem feito um teste de diagnóstico, com 111 óbitos a terem lugar nas últimas 24 horas, anunciou hoje o ministério da Saúde.

Reino Unido reporta 111 mortes, número mais baixo após confinamento

O Reino Unido registou mais 111 mortes de pessoas infetadas pelo novo coronavírus, aumentando para 39.045 o total de óbitos associados à Covid-19, informaram esta segunda-feira as autoridades de Saúde britânicas.

Este registo diário marca uma descida em relação a domingo, quando foram registados 113 novos óbitos e o número diário mais baixo desde que foi iniciado o confinamento no país, em março.

Nas últimas 24 horas, foram identificadas mais 1.570 pessoas com diagnóstico positivo, uma descida em relação à véspera (1.936). Até ao momento, 276.332 pessoas obtiveram diagnóstico positivo no conjunto da região - Inglaterra, Escócia, Irlanda do Norte e País de Gales.

Nas últimas 24 horas, foram levados a cabo mais de 128 mil testes para detetar a doença, registando-se um total de mais de quatro milhões de amostras até agora naquele país. Ainda de acordo com o ministro da Saúde, Matt Hancock, o sistema de saúde britânico tem capacidade de realizar 206.444 testes diários.

O Reino Unido começou a reduzir progressivamente as restrições de confinamento, apesar das advertências de alguns especialistas de saúde para o risco de a transmissão do novo coronavírus ser ainda grande.

Algumas escolas em Inglaterra reabriram hoje para crianças dos primeiros anos, entre os 5 e 7 anos, e para os do último ano do ensino primário (10 a 11 anos), mas continuam as preocupações de sindicatos de professores e autoridades locais com a segurança mantiveram muitos estabelecimentos encerrados.

Numa sondagem para a Fundação Nacional de Pesquisa Educacional, diretores de escolas estimaram também que 46% dos pais vão manter os filhos em casa.

O governo britânico também passou a permitir maior atividade social, permitindo encontros de grupos com até seis pessoas ao ar livre e a saída de casa por pessoas vulneráveis no sentido de repor alguma normalidade no país, ao mesmo tempo que tenta reanimar a economia. 

Porém, a Associação de Diretores de Saúde Pública manifestou receio de que este fim de confinamento esteja a ser demasiado rápido e que ainda não existam condições para evitar o aumento da taxa de reprodução do vírus e a sobrecarga dos serviços de saúde. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório