Meteorologia

  • 01 JUNHO 2020
Tempo
23º
MIN 17º MÁX 28º

Edição

Reino Unido, Austrália e Canadá preocupados com nova lei em Hong Kong

O Reino Unido, a Austrália e o Canadá expressaram hoje "profunda preocupação" com a decisão de Pequim de impor uma lei de segurança nacional a Hong Kong.

Reino Unido, Austrália e Canadá preocupados com nova lei em Hong Kong

O Parlamento chinês anunciou esta semana que vai aprovar uma lei sobre a "proteção da segurança nacional" em Hong Kong, que irá limitar a atividade da oposição, anunciou hoje o porta-voz parlamentar, Zhang Yesui.

A intenção de Pequim é reforçar os "mecanismos de aplicação" da lei em Hong Kong, onde, em 2019, se registaram violentas manifestações contra o regime chinês.

Hoje, numa declaração conjunta, os ministros dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido, Austrália e Canadá consideram que essa lei, "sem a participação direta" do povo ou das instituições da antiga colónia britânica, "minaria claramente o princípio de um país dois sistemas, que garante a Hong Kong um alto grau de autonomia".

Os três países recordam que a declaração conjunta "juridicamente vinculativa", assinada pela China e pelo Reino Unido, estabelece que os "direitos e liberdades, incluindo do povo, da imprensa, de associação e outros, estão assegurados pela lei em Hong Kong".

"Há muito tempo que pedimos uma diminuição das tensões e um diálogo efetivo com Hong Kong, entre os cidadãos e Pequim", disse o primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, numa conferência de imprensa.

"Continuaremos a lutar por isso e a olhar para a situação com muita atenção", concluiu o chefe de Governo do Canadá.

Vários países e organizações, incluindo os Estados Unidos e a União Europeia, já criticaram a decisão de Pequim, pedindo à China para que respeite a autonomia de Hong Kong.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório