Meteorologia

  • 25 FEVEREIRO 2024
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 17º

Itália autoriza viagens dentro do país e pode reabrir fronteiras em junho

A Itália vai permitir viagens entre regiões e, com a reabertura de muitos negócios, na segunda-feira, foi estabelecido um protocolo de segurança, obrigando a um metro de distância entre clientes, devido à pandemia de covid-19, segundo fontes do Governo.

Itália autoriza viagens dentro do país e pode reabrir fronteiras em junho
Notícias ao Minuto

07:16 - 16/05/20 por Lusa

Mundo Coronavírus

Em estudo está ainda a possibilidade de entrada no país de outros cidadãos europeus, a partir de 03 de junho, sem que completem uma quarentena de 14 dias, adiantaram fontes do Governo à agência de notícias Efe.

A Itália, com perto de 224.000 infetados e 31.610 mortos, continua a dar passos rumo à normalidade e voltam a ser permitidas viagens entre regiões, a partir de 03 de junho, mas, antes disso, na segunda-feira, terminam as restrições à circulação dos cidadãos, numa primeira fase autorizados a sair de casa apenas para comprar comida, trabalhar ou ir às urgências e, recentemente, visitar a família ou praticar desporto.

No mesmo dia reabre a maioria dos negócios do país, como salões de cabeleireiro, bares e restaurantes, que ainda funcionam no regime de 'take-away'.

O presidente da região Emilia-Romagna, Stefano Bonaccini, confirmou, em comunicado, que foi alcançado um acordo com o executivo sobre protocolos que permitem a reabertura em segurança de negócios na segunda-feira, incluindo restaurantes, empresas turísticas, cabeleireiros, lojas, piscinas, academias, jardins, museus e bibliotecas.

Nos restaurantes, por exemplo, as mesas devem ser separadas por pelo menos um metro, uma distância que pode ser reduzida se forem utilizados separadores.

Vai ser permitida a medição de temperatura dos clientes e impedir a sua entrada se ultrapassarem os 37,5 graus, devendo os estabelecimentos fornecer produtos desinfetantes e limpar o estabelecimento várias vezes ao dia.

Nas empresas com lugares sentados, privilegia-se o sistema de reservas e não haverá mais pessoas do que cadeiras, enquanto naquelas que não permitem assentos, a entrada dos clientes deve ser doseada para manter um metro de distância.

Não serão permitidos 'buffets' e funcionários devem usar uma máscara e desinfetar as mãos antes de cada serviço. Os clientes devem também usar a máscara até se sentarem à mesa.

Nas praias, os banhistas devem ter uma distância mínima de um metro, criando-se entradas e saídas diferenciadas, e cada guarda-sol deve ocupar pelo menos 10 metros quadrados.

Atividades recreativas e desportivas em grupo estão proibidas.

Grande parte da costa italiana é coberta por praias privadas, mediante pagamento de uma taxa, mas no caso das restantes o respeito pelas medidas de segurança será da "responsabilidade de cada um".

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 304 mil mortos e infetou perto de 4,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 1,5 milhões de doentes foram considerados curados.

Recomendados para si

;
Campo obrigatório