Meteorologia

  • 29 NOVEMBRO 2021
Tempo
15º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

Espanha regista mais 567 mortos e ultrapassa os 18 mil

Números voltaram a subir.

Espanha regista mais 567 mortos e ultrapassa os 18 mil

A Espanha regista um total de 18.056 mortos por Covid-19, desde que teve início esta crise sanitária. Segundo os últimos dados do Ministério da Saúde daquele país, morreram, nas últimas 24 horas, mais 567 pessoas.

Até ao dia de hoje, registaram-se 172.541 casos de infetados e 67.504 pessoas que conseguiram recuperar da doença.

Estes valores significam que no espaço de um dia foram contabilizados mais 3.045 casos de pessoas infetadas. Um aumento de 1,8%, o que representa a taxa de crescimento mais baixa desde que a pandemia chegou ao país.

As autoridades de Saúde alertam para o que chamam "efeito de fim de semana", que leva alguns casos verificados no sábado e no domingo a serem comunicados com atraso, sublinhando que estes números não põem em causa "tendência descendente iniciada".

A região com mais casos positivos da covid-19 é a de Madrid, com 48.048 infetados e 6.568 mortos, seguida pela da Catalunha (35.197 e 3.666), a de Castela-Mancha (14.329 e 1.714), a de Castela e Leão (13.180 e 1.299) e a do País Basco (11.226 e 859).

Espanha é o país com mais mortos resultantes da pandemia por cada milhão de habitantes (386 óbitos), seguida pela Bélgica (359), Itália (338) e França (229), numa lista em que os Estados Unidos têm 71 e Portugal 52.

O governo espanhol continuou hoje a distribuição de mais de 10 milhões de máscaras nas comunidades autónomas em que foi feriado na segunda-feira. Esta terça-feira, o governo espanhol decidiu reforçar também o seu sistema de saúde público ao colocar à disposição das suas comunidades todos os centros, serviços e estabelecimentos de diagnóstico clínico, noticia o El Pais. 

As forças de segurança são responsáveis por essa distribuição aos trabalhadores que retomam a sua atividade, principalmente na indústria e construção encerradas durante duas semanas, e que precisam de utilizar o sistema de transportes públicos, onde é difícil manter a distância de segurança recomendada para evitar a infeção pelo coronavírus.

O estado de emergência está em vigor em Espanha desde 15 de março último e até 25 de abril próximo, tendo o primeiro-ministro, Pedro Sánchez, já avançado que deverá ser renovado pelo menos durante mais duas semanas.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já provocou mais de 120 mil mortos e infetou mais de 1,9 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Os Estados Unidos são o país que regista o maior número de mortes, contabilizando 23.644 até hoje, e aquele que tem mais infetados, com mais de 587 mil casos confirmados.

O continente europeu é o que regista o maior número de casos, e a Itália é o segundo país do mundo com mais vítimas mortais, contando 20.465 óbitos e mais de 159 mil casos confirmados.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório