Meteorologia

  • 08 ABRIL 2020
Tempo
17º
MIN 13º MÁX 21º

Edição

Médicos do Zimbabué em greve por falta de equipamento de proteção

Os médicos dos hospitais públicos do Zimbabué começaram hoje uma greve devido à falta de equipamento de proteção, num contexto em que a pandemia do novo coronavírus começa a generalizar-se num país com o sistema de saúde em colapso.

Médicos do Zimbabué em greve por falta de equipamento de proteção

O presidente da Associação dos Médicos Hospitalares, Tawanda Zvakada, disse que os médicos estão em "alto risco" de contrair o vírus, acrescentando: "Voltaremos ao nosso trabalho só depois de o Governo implementar medidas adequadas, incluindo vestimenta apropriada, porque agora estamos expostos e ninguém parece importar-se".

Os médicos, acrescentou, têm poucas luvas, máscaras e batas, depois de terem regressado ao trabalho em janeiro após quatro meses de greve na qual defenderam melhores salários e condições de trabalho.

O Zimbabué reportou até agora três casos confirmados de infeção com o novo coronavírus e registou esta semana a sua primeira morte, enquanto na África do Sul já há mais de 700 casos e o país vai entrar em isolamento a partir de sexta-feira.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou perto de 428 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 19.000.

O continente africano registou 64 mortes devido ao novo coronavírus, ultrapassando os 2.300 casos confirmados, segundo os dados conhecidos mais recentes.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório