Meteorologia

  • 22 MAIO 2024
Tempo
21º
MIN 13º MÁX 21º

Covid-19: Grécia regista quarta morte

O novo coronavírus fez hoje a quarta morte na Grécia, um homem de 53 anos que é a mais jovem vítima do país onde as autoridades estão a endurecer as medidas para conter a propagação do vírus.

Covid-19: Grécia regista quarta morte
Notícias ao Minuto

12:18 - 15/03/20 por Lusa

Mundo Covid-19

O paciente, que estava em estado crítico nos cuidados intensivos, morreu hoje, disse o diretor do hospital da AHEPA, Panagiotis Panteliadis, à Agência de Notícias de Atenas.

A vítima mortal trabalhava num laboratório médico na cidade de Kozani (norte).

No sábado, um homem de 67 anos, morreu na ilha de Zakynthos e outro de 90 anos na cidade de Ptolemaida (norte).

A primeira morte pela epidemia de Covid-19 na Grécia ocorreu na quinta-feira e vitimou um homem de 66 anos em Patras.

Todas as vítimas mortais eram pacientes de risco, segundo as autoridades, que acrescentaram terem registado 38 novos casos do novo coronavírus, com os afetados a cifrarem-se em 228.

No sábado, as autoridades de saúde anunciaram novos critérios para determinar quem passa a fazer o teste de coronavírus em hospitais públicos: somente pacientes com sintomas de pneumonia e de populações vulneráveis serão testados, anunciou o Ministério da Saúde.

A Grécia tomou muitas medidas para impedir a propagação da pandemia, suspendendo voos de e para a Itália e fechando praias e estações de esqui.

Supermercados, farmácias, dispensários e consultórios médicos e algumas lojas permanecem abertas.

As medidas foram anunciadas hoje para exigir que a partir de segunda-feira os supermercados monitorizem a densidade populacional nas lojas, permitindo apenas uma pessoa por 10 metros quadrados.

Na terça-feira, o governo já ordenara o fecho sucessivo de creches, escolas e universidades. Depois, na quinta-feira, tribunais, cinemas, teatros, academias e, na sexta-feira, de cafés, restaurantes, museus e sítios arqueológicos e algumas lojas.

Na sexta-feira foi também interrompida a alternância na tocha olímpica para Tóquio 2020 porque uma grande multidão concentrou-se em Esparta para torcer pelos atores de Hollywood, temendo que fossem contaminados pelo novo coronavírus.

A chama foi acesa no local antigo de Olympia na quinta-feira, longe dos espetadores.

"As dificuldades estão diante de nós. Devemos alertar as pessoas que o próximo mês será muito difícil", alertou o primeiro-ministro grego, Kyriakos Mitsotakis, numa entrevista publicada hoje no jornal grego Proto-Thema.

Recomendados para si

;
Campo obrigatório