Meteorologia

  • 23 NOVEMBRO 2020
Tempo
13º
MIN 10º MÁX 18º

Edição

Covid-19 é pequena crise provocada por fantasia dos media, diz Bolsonaro

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse hoje durante um discurso para a comunidade brasileira em Miami, nos Estados Unidos da América, que o novo coronavírus é uma pequena crise criada por uma fantasia divulgada pelos 'media' no mundo.

Covid-19 é pequena crise provocada por fantasia dos media, diz Bolsonaro

"Obviamente temos no momento uma crise, uma pequena crise. No meu entender, muito mais fantasia, a questão do coronavírus, que não é isso tudo que a grande mídia [veículos de imprensa] propala ou propaga pelo mundo todo", afirmou Bolsonaro, citado pelos 'media' brasileiros.

Jair Bolsonaro está nos Estados Unidos da América desde sábado para cumprir uma série de compromissos, incluindo um jantar com o Presidente norte-americano, Donald Trump, que decorreu no dia de sua chegada.

O chefe de Estado brasileiro deverá regressar ao país na madrugada de quarta-feira, segundo a agenda disponibilizada pelos assessores de comunicação do Palácio do Planalto.

O governo regional do estado brasileiro do Rio Grande do Sul confirmou, hoje de manhã, o primeiro caso de infeção pelo novo coronavírus, que ainda não consta na lista oficial do Ministério da Saúde.

Na tarde de segunda-feira, a secretária de Saúde do Rio de Janeiro confirmou outros cinco casos da doença, que ainda estão fora da lista oficial do Governo brasileiro.

O número de casos confirmados de coronavírus no Brasil, de acordo com as informações transmitidas pelos estados até às 12:00 locais de segunda-feira, está em 25, sendo quatro casos por transmissão local e 21 casos importados.

Atualmente, são monitorizados 930 casos suspeitos e outros 685 já foram descartados. Os dados foram transmitidos pelas Secretarias Estaduais de Saúde.

A epidemia de Covid-19 foi detetada em dezembro, na China, e já provocou mais de 4.000 mortos.

Cerca de 114 mil pessoas foram infetadas em mais de uma centena de países, e mais de 63 mil recuperaram.

Nos últimos dias, a Itália tornou-se o caso mais grave de epidemia fora da China, com 463 mortos e mais de 9.100 contaminados pelo novo coronavírus, que pode causar infeções respiratórias como pneumonia.

A quarentena imposta pelo governo italiano ao Norte do País foi alargada a toda a Itália.

O Governo português decidiu suspender todos os voos com destino ou origem nas zonas mais afetadas em Itália, recomendando também a suspensão de eventos em espaços abertos com mais de 5.000 pessoas.

A China registou segunda-feira mais uma queda no número de novos casos de infeção, 19, face a 40 no dia anterior, somando agora um total de 80.754 infetados e 3.136 mortos, na China Continental.

Portugal regista 41 casos confirmados de infeção, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

A DGS comunicou também que em Portugal se atingiu um total de 375 casos suspeitos desde o início da epidemia, 83 dos quais ainda a aguardar resultados laboratoriais.

Face ao aumento de casos, o Governo ordenou a suspensão temporária de visitas em hospitais, lares e estabelecimentos prisionais na região Norte, até agora a mais afetada.

Foram também encerrados alguns estabelecimentos de ensino, sobretudo no Norte do País, assim como ginásios, bibliotecas, piscinas e cinemas.

Os residentes nos concelhos de Felgueiras e Lousada, no distrito do Porto, foram aconselhados a evitar deslocações desnecessárias.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório