Meteorologia

  • 06 ABRIL 2020
Tempo
16º
MIN 13º MÁX 18º

Edição

Cidadã italiana será a primeira vítima mortal por Covid-19 na Áustria

A mulher morreu na madrugada desta quarta-feira.

Cidadã italiana será a primeira vítima mortal por Covid-19 na Áustria

Uma turista italiana, de 56 anos, de Udine, morreu na madrugada desta quarta-feira num hotel em Bad Kleinkirchheim, em Caríntia, na Áustria. A morte foi avançada pela agência de notícias austríaca APA

O médico do hospital onde foi observada não descartou a hipótese de estar infetada com Covid-19 e fez-lhe o teste, não sendo ainda conhecido o resultado.

O hotel onde se encontrava foi posto em quarentena, com ordens expressas para que ninguém possa sair. As autoridades austríacas, juntamente com as italianas estão a tentar reconstruir os passos da mulher para perceber o perigo de contágio.

Há ainda outras duas pessoas diagnosticadas com casos positivos de infeção no país, internadas, em isolamento, no hospital de Innsbruck, na região de Tirol. Os dois pacientes serão naturais de Bérgamo, na região da Lombardia, a mais afetada pelo vírus no norte da Itália, mas vivem em Tirol. O governador do TirolGünther Platter, confirmou os dois primeiros casos positivos e disse que os dois pacientes serão jovens na casa dos 20 anos de idade, estando isolados numa clínica de Innsbruck.

O balanço provisório da epidemia do coronavírus Covid-19 é de mais de 2.760 mortos e cerca de 81 mil infetados, de acordo com dados reportados por mais de 40 países e territórios. Dos infetados, quase 30 mil recuperaram.

Até ao momento em Itália já houve 11 mortos e 322 casos confirmados de infeção por novo coronavírus. E mesmo aqui ao lado, em Espanha, há dois casos em Madrid, para lá dos reportados em Barcelona, Valência e nas Canárias (onde mil turistas estão isolados num hotel em Tenerife, sendo que nenhum é português). A Argélia, Croácia e Suíça já confirmaram os primeiros quadros clínicos de coronavírus, com mais dois infetados em França, onde foi ainda registada a segunda morte.

Além dos mais de dois mil mortos na China, onde o surto começou no final do ano passado, há registo de vítimas mortais no Irão, Coreia do Sul, Itália, Japão, Filipinas, França e Taiwan.

O único caso conhecido de um português infetado pelo novo vírus é o de um tripulante de um navio de cruzeiros, Adriano Maranhão, que foi internado num hospital da cidade japonesa de Okazaki, situada a cerca de 300 quilómetros a sudoeste de Tóquio. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório