Meteorologia

  • 28 FEVEREIRO 2020
Tempo
20º
MIN 8º MÁX 20º

Edição

Cerveja com marca nazi aparece e esgota enquanto mundo lembra Holocausto

No mesmo mês em que se celebra a libertação do campo de concentração de Auschwitz-Birkenau, cerveja apareceu e esgotou.

As autoridades alemãs estão a investigar uma cerveja vendida com um logótipo ao estilo nazi, indica a BBC.

A polícia interveio depois de uma denúncia que chegou através das redes sociais, numa altura em que se celebram os 75 anos da libertação do campo de concentração de Auschwitz-Birkenau, a 27 de janeiro.

As fotografias da "Cervejaria Alemã do Reich" foram publicadas no Facebook por Götz Ulrich, um autarca alemão. "Sinto-me envergonhado", escreveu, na legenda da publicação, atribuindo a marca ao neonazismo e acusando este movimento de provocação na celebração do fim do Holocausto em Auschwitz, onde mais de um milhão de pessoas foram mortas.

O autarca escreveu que a cerveja Deutsches Reichsbräu estava a ser vendida na sexta-feira, 24 de janeiro, na sua localidade, Bad Bibra. "O pior é que a cerveja voou das prateleiras e esgotou".

As letras da marca apresentam estilo gótico (utilizado na propaganda neonazi), cor castanha (utilizada em uniformes do regime nazi) e reproduz como símbolo a mesma a águia da bandeira do Terceiro Reich. Só com uma diferença: a cruz de ferro aparece dentro de uma coroa ao invés da suástica.

A cadeia de lojas onde a marca apareceu à venda, Getränke-Quelle, distanciou-se da mesma, dizendo que é da responsabilidade da franquia, que é independente, mas ordenou a sua retirada da loja em questão.

Os meios alemães noticiam ainda que a cerveja foi publicitada na internet por Tommy Frenck, um conhecido ativista neonazi alemão. Notam ainda que o preço de cada caixa desta cerveja é 18,88 euros, números significativos para o movimento: o número 18 representa a primeira e a oitava letras do alfabeto, A e H, iniciais de Adolf Hitler, e o número 88, para os elementos do movimento neonazi, significa HH, ou seja, 'Heil Hitler'.

Recorder-se que, na semana passada, o ministro do Interior alemão anunciou a ilegalização do ramo alemão da organização neonazi Combat 18, medida que pretende que seja "uma mensagem clara" para todos os grupos de extrema-direita e antissemitas

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório