Meteorologia

  • 28 FEVEREIRO 2020
Tempo
MIN 8º MÁX 20º

Edição

Primeiro-ministro holandês pede desculpas por Holocausto num ato inédito

O primeiro-ministro da Holanda, Mark Rutte, pediu hoje num ato inédito desculpas, em nome do Governo, pela perseguição dos judeus no país durante a II Guerra Mundial e a sua deportação para campos de extermínio.

Primeiro-ministro holandês pede desculpas por Holocausto num ato inédito

"Uma vez que os últimos sobreviventes estão ainda entre nós, apresento as minhas desculpas em nome do Governo pela ação das autoridades na época", declarou, na homenagem da Holanda às vítimas do Holocausto, na véspera dos 75 anos da libertação das pessoas detidas no campo de concentração e extermínio nazi de Auschwitz-Birkenau, na Polónia, pelas tropas soviéticas.

Até hoje, o Governo holandês nunca tinha expressado um pedido oficial de desculpas pela perseguição e morte dos judeus que viviam no país na altura da II Guerra Mundial (1939-1945).

Dos 140 mil judeus que viviam na Holanda ocupada pela Alemanha nazi, 102 mil morreram.

Em 2012, o primeiro-ministro alegou que não dispunha de informações suficientes sobre a atuação do Governo na época, nem "apoio suficientemente grande" para justificar o pedido oficial de desculpas.

Há 20 anos, o então chefe do Governo holandês, Wim Kok, apenas apresentou desculpas pelo "acolhimento glacial" dado aos sobreviventes dos campos de concentração que regressaram à Holanda.

"As nossas instituições governamentais não agiram como guardiães da justiça e da segurança", assumiu o atual primeiro-ministro, Mark Rutte, assinalando que "demasiados funcionários holandeses executaram as ordens" dos alemães durante a ocupação do país, entre 1940 e 1945.

Mark Rutte frisou que, 75 anos depois da libertação dos deportados do campo de concentração de Auschwitz-Birkenau, o maior da Alemanha nazi, "o antissemitismo continua", pelo que se deve "reconhecer plenamente o que se passou na época e pronunciá-lo em alta voz".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório