Meteorologia

  • 28 FEVEREIRO 2020
Tempo
MIN 8º MÁX 20º

Edição

Juntos há 65 anos morrem no mesmo dia com algumas horas de diferença

Jack e Harriet Morrison estavam juntos desde 1955.

Juntos há 65 anos morrem no mesmo dia com algumas horas de diferença

Estavam casados há 65 anos e morreram no mesmo dia, com apenas algumas horas de diferença, depois de terem passado tempo juntos uma última vez. 

Jack e Harriet Morrison morreram no início deste mês num lar de idosos em St. Louis, no estado norte-americano do Missouri. "É sobre isto que os filmes são feitos. Eles estavam mesmo apaixonados", disse a sobrinha, Sue Wagner, à CNN.

Conheceram-se em 1955 e nunca mais olharam para trás. Jack tinha 21 anos e começava a seguir os passos do pai na empresa de transportes da família. Conheceu Harriet, na altura com 18 anos, quando conduzia um dos autocarros da frota. Depois disso, conta Sue, o par tornou-se inseparável em menos de nada.

"Estavam sempre de mãos dadas. Nunca os víamos sem estarem a tocar um no outro ou com o braço por cima dela", revelou ainda a sobrinha.

O negócio cresceu e Jack vendeu-o e reformou-se quando estava na casa dos 50 anos. Quando se tornou um piloto certificado, os dois viajaram pelo mundo juntos. "Tenho a certeza que foram duas ou três vezes a todos os estados dos Estados Unidos, estiveram na Austrália, foram à Alemanha e à Rússia", referiu.

Há cerca de um ano e meio, Harriet tropeçou no cão da família e caiu, tendo acabado por dar entrada no lar para receber assistência constante. Jack sofreu um ferimento pouco depois e juntou-se à mulher. Nos últimos meses, Harriet desenvolveu demência e devido a isso havia dias em que se lembrava dele e outros em que não.

"Aquelas enfermeiras foram maravilhosas para eles. Quando tinha um bom dia punham-nos juntos. Comiam juntos, tomavam café e depois sentavam-se de mãos dadas", contou a Sue, dizendo ainda que os seus quartos eram a quatro portas de distância um do outro e que no final juntaram-nos. 

Este não é o primeiro caso do género, nem deverá ser o último, em que uma das caras-metades morre e o segundo acaba por lhe seguir o destino pouco tempo depois. Os médicos chamam-lhe o síndrome do coração partido -  afeta o músculo cardíaco e é normalmente desencadeada por situações de stress extremo, como a perda de um ente querido. Os sintomas incluem dor súbita no peito, causada pelo aumento das hormonas do stress.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório