Meteorologia

  • 21 JANEIRO 2020
Tempo
MIN 6º MÁX 13º

Edição

Vulcão. Socorristas regressaram várias vezes à ilha, arriscando a vida

Primeira-ministra da Nova Zelândia elogiou a "coragem da decisão tomada pelos socorristas", que se colocaram em perigo para tentar encontrar mais sobreviventes.

Vulcão. Socorristas regressaram várias vezes à ilha, arriscando a vida

Os socorristas que foram chamados a responder ao trágico incidente na ilha de White Island, que resultou, até ao momento, na morte de seis pessoas, estão a ser amplamente elogiados, tanto pelo governo neozelandês como pela população.

De acordo com os meios locais, já depois de terem sido resgatadas a maior parte das pessoas que conseguiram chegar até ao limite da ilha, com ajuda dos barcos turísticos, os socorristas continuaram a fazer viagens até ao local, correndo enormes riscos, para tentar encontrar mais sobreviventes.

Um dos trabalhadores do operador turístico que levou a maior parte das pessoas para a ilha, White Island Tours, também é mencionado. Paul Kingi estava a trabalhar num dos barcos com Hayden Marshall-Inmann, que morreu durante a erupção. Kingi tinha saído da ilha para ir buscar mais pessoas minutos antes da explosão e regressou para salvar o máximo de pessoas possível.

Um dos vídeos divulgados mostra como os socorristas eram deixados na ilha, coberta por um manto cinzento, assemelhando-se à superfície da lua.

As condições eram tão inóspitas que um helicóptero ficou danificado.

Notícias ao MinutoImagem de helicóptero em White Island, na segunda-feira, após erupção© Twitter/Michael Schade

Três equipas de helicópteros de resgate Westpac Auckland ajudaram nos esforços, assim como duas equipas de empresas privadas.

A primeira-ministra, Jacinda Ardern, prestou tributo aos socorristas no Parlamento, esta terça-feira. "Eu quero reconhecer a coragem da decisão tomada pelos socorristas e pelos pilotos que, num esforço de salvamento imediato, optaram por agir de modo incrivelmente corajoso, sob circunstâncias tão extraordinariamente perigosas, numa tentativa de resgatar pessoas dali".

"Como resultado dos seus esforços, várias pessoas foram resgatadas", continuou a governante.

Recorde-se que, até ao momento, seis pessoas já foram confirmadas como vítimas mortais e oito continuam desaparecidas, prevendo-se uma subida para 14 do balanço de fatalidades. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório