Meteorologia

  • 12 NOVEMBRO 2019
Tempo
18º
MIN 12º MÁX 18º

Edição

Bruce Lee 'ajuda' jovens manifestantes de Barcelona

Barcelona não é Hong Kong, mas os jovens que mantêm um acampamento de protesto no centro da cidade distribuem folhetos com informações sobre técnicas de autodefesa usando o nome de Bruce Lee, o herói de filmes de artes marciais.

Bruce Lee 'ajuda' jovens manifestantes de Barcelona
Notícias ao Minuto

15:27 - 08/11/19 por Lusa

Mundo Espanha

O título do folheto - 'Be Water My Friend' ('Tens que ser como a água') - é um dos estribilhos muitas vezes usado por Bruce Lee nos anos 1970 sobre técnicas de artes marciais.

"Lembrem-se de Hong Kong. Temos de ser como a água" é a frase do ator - que segundo a lenda nasceu no bairro de Wanchai na antiga colónia britânica no sul da China - e que exorta os manifestantes explicando quais são "as técnicas" contra as granadas de gás lacrimogéneo, as balas de borracha e o "gás pimenta" da "polícia de Estado".

Uma fotografia no folheto fotocopiado mostra um manifestante da Região Administrativa Especial de Hong Kong e a explicação, escrita em catalão, aconselha os manifestantes locais a usarem máscaras ou "óculos de piscina" com proteção para os olhos, luvas que aguentem altas temperaturas e cones de trânsito que podem servir para tapar as granadas de gás lacrimogéneo.

Em Hong Kong, as manifestações começaram após a tentativa da aprovação da lei de extradição pelo governo da região administrativa especial, em defesa pelo primado da Lei Básica que é fruto de um acordo diplomático entre Londres e Pequim encontrando-se em vigor desde 1997.

"Isto que temos aqui é a mesma coisa que há em Hong Kong", disse à Lusa a jovem que distribuía os panfletos quando questionada sobre as diferenças entre Pequim e Madrid - insistindo que "a luta é a mesma".

"A maior parte das pessoas que estão aqui têm entre 18 e 23 anos de idade. A juventude catalã tem muita consciência política. Eu viajei muito por Espanha e posso dizer que aqui é real: vive-se a política", acrescenta a jovem, incapaz de explicar as diferenças entre a realidade de Hong Kong no contexto da República Popular da China, onde é aplicada a pena de morte, e os acontecimentos da Catalunha.

No acampamento, centenas de jovens mostram bandeiras diferentes: uns pertencem a organizações anarquistas e que vivem em tendas ao lado de "barricadas" marxistas-leninistas e há também bandeiras da independência catalã e cartazes contra a monarquia e estandartes que pedem a libertação de Julian Assange, o fundador da organização WikiLeaks.

O acampamento foi montado frente à universidade pública de Barcelona, na Praça da Catalunha, no centro da cidade onde vai ser instalada uma assembleia de voto no próximo domingo.

O trânsito na zona está condicionado devido à concentração dos ativistas e estudantes universitários.

Paralelamente ao protesto dos jovens da Praça da Catalunha está a ser organizada, através das redes sociais, uma série de manifestações em "300 pontos" da região autónoma espanhola a que os organizadores chamam "Tsunami Democrático".

De acordo com o comunicado, as manifestações vão começar sábado, dia de reflexão, antes das eleições e vão prolongar-se até quarta-feira.

O 'Tsunami Democrático', de acordo com o texto da convocatória, é um protesto pela "falta de soluções sobre a 'autodeterminação' e pede "liberdade para os presos" e respostas para as questões relacionadas com os "exilados".

Hoje, o líder do PSOE e primeiro-ministro em funções vai encerrar a campanha eleitoral socialista em Barcelona.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório