Meteorologia

  • 15 OUTUBRO 2019
Tempo
19º
MIN 12º MÁX 20º

Edição

Escultura perturbadora está a dar "pesadelos" a neozelandeses

A obra de arte, que devia servir para dar nova vida a uma praça de Wellington afetada pelo sismo de 2016, está a dividir opiniões.

Escultura perturbadora está a dar "pesadelos" a neozelandeses

Uma escultura com cinco metros de altura de uma mão com uma cara está a assustar os habitantes de Wellington, a capital da Nova Zelândia, de acordo com o The Guardian. A obra, chamada Quasi, em homenagem a Quasimodo do livro de Victor Hugo ‘Notre-Dame de Paris’, foi colocada no topo de uma galeria de arte.

O objetivo era dar nova vida à praça onde está a galeria, a Civic Square, uma das zonas mais afetadas pelo sismo de 2016. Mas a escultura do artista Ronnie van Hout está a dividir opiniões e a perturbar alguns dos habitantes de Wellington, com muitos a descreverem-na como um “pesadelo” ou um “ser malévolo”.

Apesar da face na mão ter parecenças com o presidente dos Estados Unidos Donald Trump, a City Gallery, onde está agora instalada, afiança que a escultura não pretende retratar Trump. “A mão-face híbrida é baseada em scans de partes do corpo do artista”, pode ler-se numa descrição da obra que consta no site da galeria.

Antes de seguir para Wellington, a escultura esteve três anos em Christchurch, onde aparentemente deixou saudades, com alguns dos residentes a pedirem o regresso de Quasi.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório