Meteorologia

  • 26 FEVEREIRO 2024
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 14º

Tiroteio no Texas: Mãe de 25 anos morreu para proteger bebé de dois meses

Jordan Anchondo estava a comprar material escolar para os filhos. Bebé "sobreviveu porque ela deu a vida dela", indicou irmã.

Tiroteio no Texas: Mãe de 25 anos morreu para proteger bebé de dois meses
Notícias ao Minuto

18:44 - 04/08/19 por Notícias Ao Minuto

Mundo Tiroteio no Texas

Ainda só foi identificada uma das 20 pessoas que perderam a vida este sábado no Walmart de El Paso, no Texas. Jordan Anchondo, de 25 anos de idade, mãe de três crianças, foi baleada mortalmente enquanto segurava o filho de dois meses de idade.

A confirmação da sua identidade foi dada à Associated Press pela irmã, Leta Jamrowski, que acrescentou que a criança sobreviveu, recebendo tratamento para fraturas em alguns ossos. Leta adiantou que terá sido resultado da queda da mãe.

“Tendo em conta os ferimentos do bebé, eles dizem que é mais do que provável que a minha irmã o estivesse a tentar proteger. Quando ela foi baleada estava a segurá-lo e caiu em cima dele, é por isso que ele partiu alguns ossos. Portanto, basicamente, ele sobreviveu porque ela deu a vida dela”, indicou Leta Jamrowski, de 19 anos.

Jordan estava no espaço comercial para comprar material escolar para os seus outros dois filhos pequenos, aproximando-se o regresso às aulas nos Estados Unidos.

A norte-americana e outras 19 pessoas perderam a vida este sábado quando Patrick Crusius, norte-americano de 21 anos de idade, entrou na superfície comercial de El Paso, na fronteira com o México, e começou a disparar indiscriminadamente.

O atirador terá deixado um manifesto, publicado 'online', onde critica "a invasão hispânica do Texas". Entre as 20 vítimas mortais estão três pessoas de nacionalidade mexicana, conforme adiantou através das redes sociais Andrés Manuel López Obrador, o presidente do México.

A justiça norte-americana indicou que vai pedir a pena de morte para o suspeito, estando o caso a ser investigado pela polícia federal (FBI) como um caso de terrorismo doméstico e uma possível violação de direitos civis e crime de ódio.

Recomendados para si

;
Campo obrigatório