Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2019
Tempo
14º
MIN 12º MÁX 18º

Edição

Texas: Procurador confirma "crime capital". "Vamos pedir pena de morte"

Massacre em superfície comercial de El Paso, no Texas, terminou com um balanço de 20 mortos e 26 feridos. Suspeito enfrentará acusação de homicídio agravado e crime de ódio.

Texas: Procurador confirma "crime capital". "Vamos pedir pena de morte"
Notícias ao Minuto

17:33 - 04/08/19 por Anabela Sousa Dantas 

Mundo Tiroteio no Texas

"A acusação do estado é crime capital e, portanto, ele [o atirador] é elegível para pena de morte e vamos pedir a pena de morte", confirmou este domingo o procurador público de El Paso, no Texas, dando indicação de que Patrick Crusius, o jovem de 21 anos que matou 20 pessoas num Walmart, este sábado, pode ser condenado à pena máxima naquele estado.

Jaime Esparza indicou que a investigação ao caso vai prosseguir, num esforço concertado entre as autoridades locais e a polícia federal norte-americana (FBI).

"A perda de vida é tão grande, nunca assistimos a isto na nossa comunidade. Somos uma comunidade muito segura, temos muito orgulho na segurança desta comunidade e estamos chocados, entristecidos com o que aconteceu ontem", acrescentou o responsável, conforme pode ver abaixo.

Sublinhe-se que "crime capital", termo usado apenas em sete estados norte-americanos, encontra equivalente nos termos "homicídio agravado" ou "homicídio em primeiro grau". O crime capital é punido com pena de morte ou prisão perpétua, dependendo do estado e do crime cometido.

O caso está a ser investigado como um ato de terrorismo doméstico pelo FBI, assim como um possível crime de ódio. Emerson Bowie, agente especial da polícia federal, indicou na mesma conferência que a investigação irá prosseguir tendo em conta uma possível violação de direitos civis e crime de ódio, assim como terrorismo doméstico.

Patrick Crusius, de 21 anos de idade, entrou na superfície comercial Walmart, no sábado, e matou 20 pessoas com uma AK-47, ferindo outras 26. O atirador terá deixado um manifesto, publicado 'online', onde critica "a invasão hispânica do Texas". Entre as 20 vítimas mortais estão três pessoas de nacionalidade mexicana, conforme adiantou através das redes sociais Andrés Manuel López Obrador, o presidente do México, confirmando que seis dos feridos também são mexicanos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório