Meteorologia

  • 21 JULHO 2019
Tempo
26º
MIN 22º MÁX 31º

Edição

Jovem saudita detido aos 13 anos não será executado

O jovem saudita de 18 anos, que foi detido quando tinha 13 anos e enfrentava a pena de morte, não será executado, anunciaram hoje ativistas, depois do caso ter originado críticas a nível internacional.

Jovem saudita detido aos 13 anos não será executado
Notícias ao Minuto

21:05 - 17/06/19 por Lusa

Mundo Ativistas

Os procuradores sauditas exigiram a pena de morte para Murtaja Qureiris, jovem da minoria muçulmana xiita, devido a uma série de acusações, entre elas a participação em manifestação contra o governo.

Murtaja Qureiris não será executado e poderá ser libertado até 2022, disseram ativistas, incluindo a Organização de Direitos Humanos da Arábia Saudita, que acompanha o caso há vários anos.

Segundo a CNN, o jovem foi condenado a 12 anos de prisão, dos quais quatro foram suspensos. Contando o tempo que já cumpriu em prisão preventiva enquanto aguardava julgamento, tem três anos para cumprir.

"A notícia é um grande alívio para ele e para a sua família, mas é absolutamente escandaloso ver que as autoridades sauditas estão a tentar condenar à morte uma pessoa detida com 13 anos de idade", afirmou Lynn Maalouf, da Amnistia Internacional.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório