Meteorologia

  • 22 JULHO 2019
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 19º

Edição

'Amo-te', as últimas palavras de mulher morta pelo marido

Mulher foi sufocada e enterrada no quintal de sua casa.

'Amo-te', as últimas palavras de mulher morta pelo marido

Uma britânica, mãe de duas crianças, terá dito ao marido que o amava enquanto este a agredia. A mulher acabou por morrer e o homem enterrou-a no jardim.

'Amo-te' terão sido as últimas palavras de Fahima Yusuf para o seu marido Ahmed Seeat, homem que há anos contratava os serviços de prostitutas e que ambicionava ter relações com a irmã da própria mulher.

Fahima, de 32 anos, foi brutalmente atacada enquanto os dois filhos dormiam num quarto ao lado.

A polícia identificou desde logo o marido como principal suspeito, depois de ter descoberto que nos dias anteriores este andara a pesquisar como enterrar alguém.

O casal estava casado há oito anos e vivia na Austrália. A polícia terá descoberto mensagens trocadas entre Ahmed e a sua cunhada, tendo concluído que o seu objetivo era casar com a mesma, uma vez que na religião muçulmana,  esta relação só é aceite caso o homem ficasse viúvo.

A mulher estava a dormir quando sofreu o primeiro golpe e despertou. O homem acabou por sufocá-la e enterrou-a num buraco que tinha sido aberto há dias por uma empresa de construção sob o pretexto de que pretendia construir uma pequena piscina para os filhos. Depois disso, alegou aos amigos e vizinhos que Fahima tinha viajado para o Reino Unido para se submeter a uma cirurgia aos olhos.

O homem acabou por ser descoberto e foi condenado a uma pena de prisão perpétua. O juiz considerou que este agiu de forma  premeditada.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório