Meteorologia

  • 22 MAIO 2019
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 21º

Edição

Rei Albert II da Bélgica enfrenta multa por disputa de paternidade

O antigo monarca recusa-se a fazer um teste de ADN após a mulher alegar que é pai dela.

Rei Albert II da Bélgica enfrenta multa por disputa de paternidade
Notícias ao Minuto

19:58 - 16/05/19 por Sara Gouveia 

Mundo Bélgica

O rei Albert II, que abdicou do trono belga há seis anos, deverá ser multado em 5.000 euros por cada dia que passe sem se submeter ao teste de ADN após uma mulher alegar que é fruto de um caso extraconjugal nos anos 60.

A decisão foi tomada pelo tribunal depois de rejeitar as constantes tentativas do antigo monarca de adiar dar a amostra de saliva, depois de uma grande luta judicial iniciada pela uma artista, de 50 anos, Delphine Böel.

A mulher tem lutado em tribunal há seis anos para conseguir provar que o homem de 84 anos é o seu pai biológico. Se conseguir provar a paternidade poderá fazer uso do nome Delphine Van België e por decreto real do título de princesa. Pode ainda ser elegível para receber 1/8 das posses de Albert, metade das quais estão reservadas para os seus filhos.

As alegações ganharam nova força o ano passado, conta o Guardian, depois de o tribunal ter excluído a hipótese de Jacques Böel ser o seu pai biológico e ter ordenado que fossem feitos testes para comparar o seu ADN com o do monarca.

Os advogados do antigo rei discutiram que o seu cliente não devia facultar a amostra enquanto o caso não fosse ouvido num tribunal superior. Mas na passada quinta-feira um juiz decidiu que o processo não se deveria atrasar mais, apesar de os resultados não serem depois conhecidos até que o tribunal de última instância tome uma decisão sobre a legalidade da decisão original.

No entanto, a decisão do tribunal não é esperada antes do fim deste ano e as multas deverão fazer uma mossa considerável na fortuna do monarca. 

No dia em que Albert abdicou do trono por problemas de saúde, em 2013, a mãe de Delphine, a baronesa, Sybille de Selys Longchamps, falou publicamente pela primeira vez sobre o alegado caso. "Pensei que não podia ter filhos porque tinha tido uma infeção", explicou, acrescentando que a relação decorreu entre 1966 e 1984 e que não tinham tomado precauções.

"Foi um período bonito. Delphine foi fruto de um amor, Albert não foi a figura paterna mas era muito querido para ela", revelou.

Albert mais tarde admitiu que passou por uma crise matrimonial com a mulher nos anos 70, mas nunca que tinha tido um filho.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório