Meteorologia

  • 23 MAIO 2019
Tempo
21º
MIN 20º MÁX 23º

Edição

Descoberto na Argentina cemitério de dinossauros com 220 milhões de anos

Investigadores argentinos descobriram, na parte oeste do país, um cemitério de uma dezena de dinossauros, com cerca de 220 milhões de anos, foi hoje anunciado.

Descoberto na Argentina cemitério de dinossauros com 220 milhões de anos
Notícias ao Minuto

02:57 - 18/04/19 por Lusa

Mundo Investigadores

"Há quase 10 indivíduos distintos. É uma massa de ossos, praticamente sem sedimentos. É como se tivessem feito um poço e o preenchessem de ossos. É muito impressionante", explicou o paleontólogo argentino Ricardo Martinez.

Segundo o cientista do Instituto e Museu de Ciências Naturais (IMCN) da Universidade de San Juan, esses fósseis pertencem à bacia de Ischigualasto, com 220 milhões de anos, "uma época da qual pouco se sabe sobre a vida selvagem".

O cemitério, cuja descoberta, em setembro de 2018, foi hoje revelada, situa-se na província de San Juan, a 1.100 quilómetros a oeste de Buenos Aires, e tem entre um e dois metros de diâmetro e profundidade.

Esta descoberta é, para o investigador, "duplamente importante", uma vez que, no local, estão "pelo menos sete ou oito indivíduos de dicinodontes, os ancestrais dos mamíferos, do tamanho de um boi, e outros arcossauros (répteis) que podem ser dinossauros ou um ancestral dos grandes crocodilos".

Os mais importantes depósitos fósseis de dinossauros foram encontrados na Patagónia (sul), nas regiões de La Rioja e San Juan (oeste) e na província de Salta (norte).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório