Meteorologia

  • 18 ABRIL 2019
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 14º

Edição

Notre-Dame: Estrutura testemunha nove séculos da carpintaria francesa

A estrutura em madeira, de suporte à cobertura de Notre-Dame, constitui um dos mais antigos testemunhos da carpintaria francesa, com os elementos mais remotos a datar de 1147, segundo a informação publicada no 'site' da catedral.

Notre-Dame: Estrutura testemunha nove séculos da carpintaria francesa
Notícias ao Minuto

23:49 - 15/04/19 por Lusa

Mundo Catedral

"A armação de Notre-Dame de Paris é certamente uma das mais antigas estruturas [em madeira] de que dispomos, a par da [da Igreja] de Saint-Pierre de Montmartre (1147), que é o principal remanescente da grande Abadia das Damas de Montmartre, (...) e do mosteiro de Saint-Germain des Prés (1160-1170)", lê-se no 'site' da catedral de Notre-Dame de Paris, sobre a 'teia' de vigas e barrotes de suporte à sua cobertura.

A composição ganhou aliás "o nome romântico de floresta", por causa do grande número de troncos de madeira que tinham de ser usados, adianta o texto escrito para os visitantes de Notre-Dame.

"É uma estrutura de carvalhos. As suas dimensões são impressionantes: mais de 100 metros de comprimento, 13 de largura, na nave, 40 metros de cruzamentos [entre vigas] e 10 metros de altura", descreve o 'site', numa das páginas dedicadas às "obras-primas" da catedral.

"Com o gótico, o estabelecimento de ogivas requeria telhados íngremes. Os de Notre-Dame de Paris possuem [uma inclinação de] 55º", refere.

A escassez de troncos longos, por causa da construção intensa da época, "exigiu a utilização de secções mais curtas e, portanto, mais leves, o que permitiu, por sua vez, a construção de estruturas mais elevadas", explica a apresentação da obra.

Fotografias da estrutura estão dispostas na página da catedral, mostrando teias complexas de largas vigas, ao longo do edifício, em diferentes composições geométricas.

"No coro, existia uma primeira armação com madeira de árvores abatidas entre 1160 e 1170", segundo a datação feita, admitindo-se que alguns blocos existentes no edifício "poderiam somar já 300 a 400 anos", na altura da construção, o que estabeleceria a origem mais remota da madeira usada nos "séculos VIII ou IX".

"Esta primeira armação [do coro] desapareceu", acrescenta a descrição. "Mas a madeira foi reutilizada numa segunda estrutura construída em 1220, e aí permanece", garante.

Notre-Dame não põe de parte a possibilidade de ter havido um incêndio, na base da construção desta nova estrutura, no século XIII, embora atribua o motivo das obras à necessidade de ampliar janelas e de levantar as goteiras, na zona do coro, nivelando-as com as da nave central.

A estrutura desta nave remonta a 1220 e 1240, embora, "na verdade, o trabalho" tenha começado "em 1182, depois da consagração do coro", havendo mesmo quem admita o seu início em 1175, segundo os dados publicados pela catedral.

As obras, porém, foram interrompidas e ficaram paradas até 1208, quando teve início a elevação da fachada principal. A construção da nave só seria retomada em 1218, segundo o 'site' da catedral.

"Na estrutura [da nave central] assenta um telhado de chumbo, composto por 1.326 pranchas, de cinco milímetros de espessura, e 210 toneladas de peso", acrescenta a descrição, que recorda ter o bispo Maurice de Sully legado 5.000 libras para a compra destes materiais.

As vigas e barrotes do coro e da nave central sobreviveram ao longo dos séculos. Mas as do transepto e da torre tiveram de ser repostas no século XIX, lê-se no 'site' de Notre-Dame.

A obra foi dirigida de acordo com os princípios em vigor na época, diferindo dos processos ancestrais usados para o coro e a nave. A diferença maior está patente "nas dimensões das vigas, que são maiores e muito mais impressionantes" do que as provenientes da Idade Média, com os seus quase 900 anos de duração.

Um incêndio na catedral de Notre-Dame de Paris teve início hoje, pelas 18:50 locais (17:50 em Portugal).

Cerca de quatro horas depois, o comandante dos bombeiros sapadores de Paris, general Jean-Claude Gallet, disse que a estrutura da catedral estava "salva e preservada na sua globalidade", embora prosseguisse o combate às chamas.

Os bombeiros afirmaram que o incêndio terá começado no sótão da catedral e admitiram que possa estar relacionado com trabalhos de reabilitação do edifício.

O pináculo de Notre-Dame desmoronou-se cerca de uma hora depois de o incêndio ter deflagrado.

A catedral de Notre-Dame foi edificada em 1163 e iniciou a função religiosa em 1182, embora os trabalhos de construção tenham prosseguido até 1345.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório