Meteorologia

  • 26 SETEMBRO 2021
Tempo
23º
MIN 14º MÁX 24º

Edição

Homem que se suicidou em operação policial apoiou ataque na Nova Zelândia

A polícia neozelandesa informou hoje que um homem que se suicidou na semana passada durante uma operação das forças de segurança em Christchurch representou uma "ameaça significativa" à comunidade e apoiou o ataque terrorista às mesquitas.

Homem que se suicidou em operação policial apoiou ataque na Nova Zelândia

A polícia ressalvou, contudo, que Artemiy Dubovskiy não tinha uma ligação direta com o atirador que foi responsável pela morte de 50 pessoas a 15 de março em duas mesquitas na Nova Zelândia.

O superintendente da polícia John Price disse que Dubovskiy chamou a atenção das forças de segurança depois de ter enviado emails relacionados com os ataques.

Price adiantou que foram realizadas buscas em três propriedades de Dubovskiy, durante as quais foram encontradas armas, munições e conteúdo extremista violento.

A polícia informou ainda que localizou o homem numa viatura, a 27 de março, e que negociou com ele durante três horas, antes dos agentes se aproximarem e descobrirem o indivíduo já morto no interior do veículo.

Brenton Tarrant, um australiano nacionalista branco de 28 anos, reivindicou a responsabilidade pelos ataques às mesquitas, que fizeram pelo menos 50 mortos e quase meia centena de feridos.

O indivíduo, que divulgou um manifesto anti-imigrantes de 74 páginas, transmitiu em direto na Internet o momento do ataque.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório