Meteorologia

  • 15 JULHO 2019
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 20º

Edição

São já 598 mortos só em Moçambique. Mais 80 em relação a ontem

O número de mortos provocados pelo ciclone Idai e as cheias que se seguiram subiu para 598, anunciaram hoje as autoridades moçambicanas.

São já 598 mortos só em Moçambique. Mais 80 em relação a ontem

O último balanço, apresentado pelo Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC), acrescenta mais 80 vítimas mortais desde segunda-feira, altura em que foi dada como concluída (desde quinta-feira) a fase de salvamento e resgate.

O grupo de pessoas afetadas inclui todas aquelas que perderam as casas, precisam de alimentos ou de algum tipo de assistência.A estimativa de pessoas afetadas mantinha-se nas 843.723 e o número de famílias beneficiárias de assistência humanitária em 29.291 (mais 193).

O ciclone Idai atingiu a região centro de Moçambique, o Maláui e o Zimbabué em 14 de março.

Segundo o INGC, o ciclone Idai provocou ainda danos em 3.318 salas de aulas, com 150.854 alunos prejudicados, dados que se mantêm relativamente ao balanço anterior.

Recorde-se ainda  que uma pessoa morreu vítima de cólera na cidade da Beira, centro de Moçambique, sendo o primeiro óbito relacionado com a doença, disse domingo o diretor-nacional de Assistência Médica de Moçambique, Ussene Isse.

Foram detetados até ao momento 1.046 casos de cólera na sequência do Ciclone Idai, dos quais 949 foram tratados, sendo que 102 continuam internados.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório