Meteorologia

  • 15 OUTUBRO 2019
Tempo
18º
MIN 12º MÁX 20º

Edição

Homem foi abocanhado por baleia, mas foi cuspido depois

O mamífero terá percebido que o tamanho do mergulhador não correspondia ao das suas refeições habituais. Rainer Schimpf escapou ileso.

Homem foi abocanhado por baleia, mas foi cuspido depois

Um operador turístico teve um encontro demasiado próximo com uma baleia. Rainer Schimpf, de 51 anos, estava a mergulhar na costa de Port Elizabeth, na África do Sul. Filmava a fuga das sardinhas dos seus diversos predadores como os pinguins, as focas, golfinhos, tubarões e baleias. Sem se aperceber tornou-se na inesperada presa de uma baleia e foi abocanhado pelo grande mamífero marítimo, adianta a Sky News.

A baleia, da espécie Bryde, abriu os seus maxilares e apanhou Rainer Schimpf pela cabeça. “Quando somos apanhados por algo que tem cerca de 15 toneladas de peso e é muito rápido na água, percebemos que realmente somos muito pequenos no meio do oceano”, disse Schimpf.

O operador turístico estava com mais duas pessoas na água há dois ou três minutos quando foi abocanhado pela baleia, sem ter percebido de onde veio a baleia. “Eu estava concentrado nos tubarões porque queremos saber se estão à nossa frente ou atrás de nós, à esquerda ou à direita. Estávamos muito concentrados nos tubarões e no seu comportamento. De repente ficou escuro”, recorda.

Rainer Schimpf estima que a baleia teria 15 metros de comprimento e que pesava 20 toneladas e afirma que “não houve tempo para ter medo, apenas puro instinto”.

“O meu primeiro pensamento foi que não podia engolir-me porque eu sou muito grande, por isso foi como que um alívio. Também percebi que a pressão em torno do meu corpo não aumentou, até parou a dada altura”, explicou. “Obviamente (a baleia) percebeu que eu não era aquilo que queria comer e cuspiu-me”.

Com uma experiência de 20 anos como mergulhador de uma empresa de turismo, Rainer Schimpf frisa que este incidente é raro porque habitualmente a baleia teria sido avistada pelos mergulhadores antes de atacar e de se refastelar com as suas presas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório