Meteorologia

  • 11 DEZEMBRO 2019
Tempo
12º
MIN 8º MÁX 15º

Edição

José de Abreu autoproclama-se presidente do Brasil. É a brincar mas pegou

Ator brasileiro de 72 anos tornou-se numa tendência no Twitter brasileiro com sequência de publicações em tom jocoso sobre putativa autoproclamação como presidente.

José de Abreu autoproclama-se presidente do Brasil. É a brincar mas pegou

José de Abreu, ator brasileiro bastante conhecido junto do público português, é a nova tendência do Twitter no Brasil. Tudo por causa de uma brincadeira (mais ou menos) que pegou.

Num ato de oposição à autoproclamação de Juan Guaidó como presidente da Venezuela, o Nilo da novela 'Avenida Brasil' decidiu ilustrar o quanto discorda da decisão através da mimetização cómica – e autoproclamou-se presidente do Brasil, em oposição a Bolsonaro (e esta oposição é verdadeira, sendo José de Abreu abertamente do Partido dos Trabalhadores).

“A partir de hoje eu sou o auto-declarado Presidente do Brasil. Igual [ao que] fizeram na Venezuela. Lula está nomeado chefe da casa civil, militar e religiosa do Brasil”, escreveu José de Abreu esta segunda-feira, no Twitter.

“Vamos exigir respeito à minha autodeclarada Presidência como estão dando para o venezuelano. Porque ele tem e eu não?”, continuou.

A analogia, porém, ganhou vida própria e tornou-se viral.

Perante a resposta positiva por parte dos internautas, seguiram-se vários tweets em tom jocoso, onde, por exemplo, declarou o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, “traidor da pátria” ou afirmou que iria começar a “conseguir apoio dos governos europeus”, entre outras tiradas.

Houve até espaço para nomear pastas. O ativista e político brasileiro Jean Wyllys, que por estes dias se encontra em Portugal, teve direito a menção: “Jean Wyllys será o Ministro da Saúde: só ele poderá curar o preconceito que hoje impera no país”.

A coisa tornou-se tão séria que o ator mudou o nome da sua conta de Twitter para ‘José de Abreu, autoproclamado Presidente do Brasil’, com uma fotografia a rigor (feita por fãs do ator) e com descrição específica. “O Brasil ao lado de todos, nem acima, nem abaixo”, uma referência à frase de campanha de Jair Bolsonaro - “O Brasil acima de tudo e Deus acima de todos”, e “Nossa Bandeira jamais será laranja”, uma referência a expressão anti-comunista utilizada também por Bolsonaro - “Nossa bandeira jamais será vermelha”.

“Laranja”, sublinhe-se, é uma expressão utilizada no Brasil para designar pessoas que usam a sua identidade para assumir um cargo que não existe, sendo depois o pagamento por este cargo redirecionado para outra pessoa. Flávio Bolsonaro, filho do atual presidente, é uma das pessoas envolvidas em investigações a este tipo de esquema.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório