Meteorologia

  • 21 NOVEMBRO 2019
Tempo
12º
MIN 12º MÁX 16º

Edição

Morreu marinheiro lusodescendente da fotografia do beijo em Times Square

George Mendonsa morreu aos 95 anos.

Morreu marinheiro lusodescendente da fotografia do beijo em Times Square

O veterano da Segunda-Guerra Mundial, George Mendonsa, confirmado como sendo o marinheiro a beijar a enfermeira na imagem icónica captada na Times Square, morreu no domingo aos 95 anos. O óbito foi confirmado pela filha.

George, filho de emigrantes portugueses, vivia numa residência de vida assistida, em Rhode Island, nos EUA, e vinha a sofrer há algum tempo de insuficiência cardíaca grave, referiu a filha, Sharon Molleur, à NBC. Esta quinta-feira, dia 21 de fevereiro, completaria 96 anos.

A famosa fotografia foi tirada a 14 de agosto de 1945 por Alfred Eisenstaedt e publicada na revista Life como sendo uma cena dos festejos dos americanos pela rendição dos Japoneses aos Aliados e pelo fim da guerra. A imagem tornou-se uma das imagens mais duradouras do século XX, mas quando foi publicada não havia legenda com a identidade do par.

Durante décadas várias pessoas se identificaram como sendo o marinheiro e a enfermeira, pelo menos 11 homens e três mulheres alegaram estar na fotografia. Mas George sempre deu conta de que se lembrava exatamente daquele momento, além disso tinha as mãos iguais e uma cicatriz no mesmo sítio que o homem da fotografia. Depois de uma investigação que recorreu a reconhecimento facial e entrevistas deu-se como provado de que se tratava do mesmo marinheiro.

Segundo George, estava de licença da Marinha em Manhattan quando o fim da Guerra foi anunciado, ficou tão assoberbado pelo momento que viu uma enfermeira jovem e sentiu-se obrigado a beijá-la.

"Ele estava muito orgulhoso do serviço que tinha prestado, da fotografia e do que significava. Sempre, por muitos anos depois, continuava a ser uma parte importante da sua vida", recordou a filha.

Nem o veterano, nem a enfermeira, que veio mais tarde a ser identificada como uma assistente dentária chamada Greta Zimmer Friedman, sabiam que a fotografia tinha sido tirada para a posteridade. Greta morreu em 2016 aos 92 anos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório