Meteorologia

  • 06 DEZEMBRO 2021
Tempo
11º
MIN 9º MÁX 17º

Edição

Assessor do exército alemão detido por espionagem para o Irão

As autoridades alemãs detiveram um conselheiro do exército, com dupla nacionalidade afegã e alemã, por suspeita de espionagem para o Irão, disse hoje a Procuradoria-Geral de Karlsruhe.

Assessor do exército alemão detido por espionagem para o Irão

Abdul Hamid, assessor cultural e linguístico do exército alemão, é acusado de "passar informações aos serviços secretos iranianos" e tinha um mandado de captura desde dezembro passado.

Segundo a Procuradoria-Geral de Karlsruhe, o homem de 50 anos foi detido na região da Renânia, no oeste da Alemanha, e vai ser ainda hoje apresentado perante um juiz, que decidirá as medidas de coação.

Segundo a publicação Der Spiegel, Hamid é suspeito de ter transmitido "informações altamente sensíveis" aos serviços secretos iranianos, para os quais trabalha há vários anos.

As informações dizem respeito a atividade militar do exército alemão no Afeganistão, segundo o Der Spiegel.

Os casos de espionagem na Alemanha não são inéditos e têm-se repetido com frequência nos últimos anos.

Em 2016, Markus Reichel, um ex-agente do serviço secreto alemão, foi condenado a oito anos de prisão por "alta traição", depois de ter sido considerado culpado de colaboração com a CIA e com a Rússia.

Em 2011, as autoridades alemãs também prenderam e condenaram à prisão um casal suspeito de fazer espionagem para os serviços secretos russos durante mais de 20 anos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;
Campo obrigatório