Meteorologia

  • 23 AGOSTO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

No Brasil ouviu apupos. Já no Uruguai Roger Waters foi homenageado

O músico que se destacou ao leme dos Pink Floyd atuou no Brasil nas semanas que antecederam a mais polarizada eleição brasileira das últimas décadas.

No Brasil ouviu apupos. Já no Uruguai Roger Waters foi homenageado

Quem acompanhou os Pink Floyd e a carreira a solo de Roger Waters sabe que o músico sempre fez da política uma das suas mensagens.

A tour de Roger Waters na América Latina passou por terras brasileiras nas semanas que antecederam as eleições presidenciais que elegeram Jair Bolsonaro.

No meio de um país a viver um polarizado debate, Roger Waters ouviu aplausos (já esperados) mas também assobios quando colocou Bolsonaro numa lista de líderes mundiais autoritários, que definiu como 'neofascistas'.

A chegada a Montevidéo, capital uruguaia, valeu a Roger Waters uma receção bem diferente.

O músico foi homenageado como "visitante ilustre". A política, essa, não deixou de ser tema, com o músico a elogiar o ex-presidente Pepe Mujica "por ter tido a inteligência e o coração para sugerir que existem outros caminhos, o caminho da comunidade".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório