Meteorologia

  • 19 JUNHO 2019
Tempo
22º
MIN 19º MÁX 23º

Edição

Suspeito detido, mas buscas não terminaram. Poderá haver mais bombas

As autoridades confirmaram a detenção de um suspeito e a interceção de 14 engenhos explosivos. Mas a investigação prossegue porque poderão haver mais "pacotes em trânsito".

Suspeito detido, mas buscas não terminaram. Poderá haver mais bombas

Chama-se Cesar Sayoc, tem 56 anos de idade, está acusado de cinco crimes federais, e arrisca uma pena de prisão de até 58 anos. Falamos do presumível autor do envio de envelopes com engenhos potencialmente explosivos para figuras proeminentes da política e do entretenimento.

A detenção ocorreu no sul da Flórida e o suspeito foi entretanto fotografado a sair da sede da polícia federal norte-americana (FBI) na Flórida.

De acordo com a CNN, o suspeito foi encaminhado para um centro de detenção no centro de Miami, depois de ser devidamente processado na sede do FBI. E ficará detido até à próxima segunda-feira, altura em que será presente a um tribunal da Flórida, para aplicação das medidas de coação.

Porém, as buscas em relação a este caso, que está a deixar a América em alerta, não ficam por aqui. De acordo com o diretor do FBI, Christopher Wray, em declarações à CNN, “este é apenas o começo”. As autoridades não estão ainda em condições de confirmar se já foram encontrados todos os engenhos explosivos. "Pode haver mais pacotes em trânsito”, alertou em conferência de imprensa.

No total, confirmaram igualmente as autoridades, foram intercetados 14 pacotes suspeitos. Entre os destinatários dos pacotes estão o empresário George Soros, o antigo presidente Barack Obama, a antiga candidata presidencial Hillary Clinton, o antigo diretor da CIA John Brennan e o antigo diretor de uma agência governamental de informação James Clapper (ambos com morada na CNN, onde são comentadores), a congressista Debbie Wasserman Schultz (que aparece como remetente nos pacotes), o ex-procurador-geral Eric Holder, o governador de Nova Iorque, Andrew Cuomo, para a congressista Maxine Waters, para o antigo vice-presidente Joe Biden e para o ator Robert De Niro. A bomba mais recente ligada a Sayoc foi endereçada ao democrata Tom Steyer e chegou esta sexta-feira.

E qual é o denominador comum entre todas estas figuras da política e do entretenimento? O facto de serem vozes críticas da administração que Trump tem levado a cabo enquanto líder dos destinos da América.

Nos últimos dias foi também divulgada pelas autoridades a imagem de um dos pacotes suspeitos. Com esta divulgação, as autoridades pretendiam elucidar os cidadãos do aspeto dos pacotes suspeitos que no interior podem conter engenhos potencialmente explosivos.

Como chegaram as autoridades a Sayoc?

As investigações prolongaram-se por quatro dias e envolveram várias autoridades. A peça-chave do ‘puzzle’ foi descoberta esta quinta-feira, quando o laboratório forense do FBI em Quantico, na Virgínia, inspecionou algumas das bombas de correio e detectou ADN e uma impressão digital encontrada no dispositivo destinado a Waters, um democrata da Califórnia.

Depois de identificar o suspeito, os investigadores detetaram a localização de Sayoc através do telemóvel, verificando que este estava num estacionamento da AutoZone.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório