Meteorologia

  • 21 OUTUBRO 2018
Tempo
16º
MIN 16º MÁX 17º

Edição

Os dois momentos em que discurso de Trump gerou riso nas Nações Unidas

Presidente dos Estados Unidos discursou esta terça-feira nas Nações Unidas. Afirmações assertivas sobre o próprio sucesso valeram-lhe fortes risadas da plateia.

Donald Trump discursou esta terça-feira perante a 73.ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). Durante cerca de uma hora, o presidente dos Estados Unidos da América dirigiu elogios aos seus homólogos das Coreias e criticou os regimes da Síria e do Irão, mas não estes tópicos de agenda que granjeiam agora de atenção mundial.

Em afirmações muito próprias do seu estilo, o líder republicano proferiu algumas afirmações cuja assertividade foi desafiada com os risos da plateia mundial, presente em Nova Iorque.

Começando por recordar que havia discursado naquela sala um ano antes, disse estar esta terça-feira ali presente para "partilhar os progressos extraordinários" registados nos Estados Unidos.

"Em menos de dois anos, a minha administração fez mais do que qualquer outra administração da história do nosso país", disse o governante, sendo recebido por uma comoção desconfortável que se tornou num riso tímido. 

"A América... é tão verdade", balbuciou o presidente, ciente do momento de desconforto que estalou num riso aberto quando desabafou: "Não esperava esta reação, mas tudo bem". 

Mais tarde, numa parte do seu discurso dirigida à Alemanha, a delegação germânica foi filmada também a rir quando o presidente vaticinou que o país "ficará totalmente dependente da energia russa se não mudar imediatamente de estratégia".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório