Meteorologia

  • 09 DEZEMBRO 2021
Tempo
13º
MIN 11º MÁX 17º

Edição

Universidade para mulheres no Japão vai aceitar transexuais em 2020

Uma universidade só para mulheres no Japão anunciou que vai aceitar alunos transexuais a partir de 2020, uma decisão rara no país, onde os direitos de lésbicas, gays, bissexuais e transexuais (LGBT) estão ainda aquém de outros países desenvolvidos.

Universidade para mulheres no Japão vai aceitar transexuais em 2020

importante criar um ambiente no qual a sociedade, como um todo, aceite a diversidade e seja solidária com as pessoas transexuais", declarou na terça-feira o ministro da Educação japonês, Yoshimasa Hayashi, em conferência de imprensa.

A decisão da Universidade Ochanomiz, em Tóquio, é uma abertura "provavelmente sem precedentes", disse fonte do mesmo Ministério à agência France-Press (AFP).

"As universidades precisam de tomar medidas para melhor compreender as necessidades das minoriais sexuais, mesmo que depois a decisão pertença a cada estabelecimento", acrescentou.

De acordo com o porta-voz da Universidade, a medida entra em vigor em abril de 2020 e digire-se a futuros estudantes nascidos homens, mas que se identificam como mulheres.

A secretária-geral da Aliança do Japão para a legislação LGBT, Akane Tsunashima, saudou a iniciativa, que considerou "um passo positivo em direção a um ambiente de aceitação geral das minorias sexuais nas universidades".

Os direitos dos LGBT no Japão são relativamente progressistas para os padrões asiáticos, mas continuam a não ter a mesma igualdade jurídica.

De acordo com o instituto japonês de pesquisa LGBT, 8% dos japoneses pertencem a minorias sexuais.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;
Campo obrigatório