Meteorologia

  • 21 NOVEMBRO 2018
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 13º

Edição

Nódulo era afinal um parasita que 'viajava' pelo seu rosto

Jovem teve verme na cara durante 15 dias.

Nódulo era afinal um parasita que 'viajava' pelo seu rosto
Notícias ao Minuto

14:33 - 24/06/18 por Natacha Nunes Costa 

Mundo Rússia

Uma mulher russa de 32 anos descobriu um nódulo por baixo do olho esquerdo. Após cinco dias, o ‘caroço’ movimentou-se para as pálpebras e, dez dias depois, para os lábios, provocando um grande inchaço.

Como não tinha sintomas, sem ser uma ligeira comichão e ardor, a mulher só foi ao oftalmologista duas semanas depois de o nódulo aparecer.

No dia da consulta, o médico decidiu operar de imediato a russa por achar o caso muito estranho. Ao abrir a pele, o cirurgião encontrou não um nódulo mas um parasita longo e comprido que ‘viajava’ pelo rosto da mulher.

A história arrepiante foi publicada, esta semana, no New England Journal of Medicine. A publicação médica não adianta o tamanho do verme mas diz tratar-se de um 'dirofilaria repens', ou seja, um parasita que afeta mais cães e gatos do que humanos.

A publicação avança ainda que, ocasionalmente, este parasita pode ser transmitido para humanos através de uma picada de um mosquito infetado. Assim que o verme encontra ‘residência’ por baixo da pele começa a mover-se por diversas partes do corpo.

De acordo com o jornal, apesar de ser asqueroso, os parasitas não colocam a vida humana em perigo pois os nossos corpos não têm a condição ideal para ser hospedeiros e os vermes acabam por morrer, apesar disso poder levar anos a acontecer.

Os parasitas podem ser retirados dos corpos dos seres humanos por cirurgia ou através de medicamentos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório