Meteorologia

  • 18 AGOSTO 2018
Tempo
27º
MIN 26º MÁX 29º

Edição

Perceba (e acabe de vez com) o vício do café

A bebida tem vantagens, mas porque tudo o que chega a um nível de dependência não é aconselhado...

Perceba (e acabe de vez com) o vício do café
Notícias ao Minuto

09:45 - 26/04/18 por Mariana Botelho 

Lifestyle Cafeína

O consumo moderado de café conta com variadas vantagens. Se há umas décadas atrás tal bebida gerava dúvidas sobre o seu efeito a nível de saúde de quem o toma, atualmente o café já não faz parte da lista da Organização Mundial de Saúde, que aponta os alimentos com risco cancerígeno.

Desde a melhor saúde cardiovascular à prevenção de doenças como diabetes tipo 2 ou certas doenças do coração, são diversos os estudos que defendem e sustentam o consumo diário da bebida. Contudo, é necessária uma certa moderação, pelo risco de o organismo se viciar ao mesmo.

Embora o seu consumo não reflita uma dependência à semelhança da verificada com drogas ou álcool, é frequente que os seus consumidores passem por uma certa dependência e mau estar quando se inibem de tomar café, aponta Merideth Addicott, professora de doenças medicinais da universidade de arkansas.

À Time, a especialista explica que tal dependência não é medida por uma certa dose generalizada, mas pelo nível de stress com que alguém fica quando não pode tomar café e a forma como tal situação afeta o seu dia a dia. Em média, o consumo aconselhado é de não mais de quatro doses diárias, sendo que um consumo superior a tal medida pode-se relacionar com afetação do sono ou dores de cabeça, mas para alguns, estes efeitos são esperienciados com menos do que as quatro doses apontadas, o que prova que o ‘limite’ de consumo é bastante subjetivo.

E se o café em exagero traz mau estar, a sua falta também se traduz em aspetos negativos – são estes os casos em que se pode falar de uma certa dependência. Ao admiti-lo, resta-lhe passar ao passo mais difícil: admitir que não precisa assim tanto de café. Este é, aponta a professora universitária, o primeiro passo para perder a dependência do café.

Na verdade, a cafeína não melhora em proporção muito significativa a forma como trabalha ou atua

A cafeína não melhora em proporção muito significativa a forma como trabalha ou atua, pelo contrário, a menor performance que sente quando não o toma, deve-se ao facto de o corpo estar habituado àquela dose diária e, portanto, sente que não pode ‘funcionar’ sem a mesma.

Tomada esta consciência, passe para bebidas 50% descafeinadas, para não perder a rotina de tomar café e vá lentamente substituindo alguns dos cafés diários por outras bebidas sem cafeína. É possível que sinta alguma dor de cabeça ou outros sintomas no início, contudo, durará apenas alguns dias, garante Addicott.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.