Meteorologia

  • 29 SETEMBRO 2020
Tempo
20º
MIN 15º MÁX 29º

Edição

As várias causas de dor nas pernas e como preveni-las

Nem sempre a dor que se sente nas pernas é um problema óbvio e pode mesmo ser um grande incómodo para quem tem algum tipo de atividade constante e sente-se impedido de se realizar as tarefas do dia a dia sem sentir dor.

As várias causas de dor nas pernas e como preveni-las

São muitos os fatores que podem contribuir para uma dor de pernas, desde longas caminhadas ou uma mera lesão. O desconforto causado desaparece em pouco tempo, mas, em muitos casos, algum problema pode estar a impedir a recuperação total.

Como as causas são variadas, a médica Aline Lamaita, membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular enumera as prováveis causas e recomenda que o diagnóstico preciso deve ser realizado por um médico especialista em consultório, pois há ainda mais causas que são somente diagnosticadas com exames específicos.

- Cãibras - Uma das principais causas da dor nas pernas é a cãibra muscular ou o espasmo que geralmente desencadeia uma dor súbita e aguda à medida que os músculos das pernas se contraem e podem formar um nódulo visível e duro sob a pele. Pode haver vermelhidão e inchaço na área circundante. “A fadiga e a desidratação muscular podem levar a cãibras nas pernas, bem como certos medicamentos, incluindo diuréticos”.

- Lesões - A dor nas pernas também é um frequentemente sinal de lesão, que pode ser tensão muscular, uma lesão comum que acontece quando as fibras musculares se rompem como resultado do excesso de exercício. Outra lesão comum é a inflamação de um tendão, a tendinite. Quando se inflama, pode ser difícil mover a articulação afetada. Também pode ocorrer a bursite do joelho, quando há uma inflamação no joelho. Tendão de Aquiles é um forte cordão fibroso que liga os músculos na parte de do osso do calcanhar e pode romper completamente ou apenas parcialmente, causando uma dor aguda que afetará a habilidade de caminhar.

- Flebite - Pernas inchadas, doridas, avermelhadas e aquecidas podem ser sinal de flebite (ou também conhecida como tromboflebite), inflamação na parede das veias, que ficam endurecidas devido à coagulação do sangue. É causada normalmente pelo fluxo do sangue mais lento, um dano local e mudanças na composição do sangue.

- Tendão de Aquiles - Se o seu tendão de Aquiles se rompe, pode sentir um estalido ou pressão, seguido de uma dor aguda imediata na parte traseira do tornozelo e da perna que provavelmente afetará a habilidade de caminhar corretamente. “A cirurgia é a melhor opção para reparar uma rutura do tendão de Aquiles, mas para muitas pessoas, no entanto, o tratamento não cirúrgico funciona tão bem”, alerta a cirurgiã.

- Dor ciática - Uma das dores mais comuns é ciática, a dor que irradia ao longo do caminho do nervo ciático, que se ramifica da parte inferior das costas através dos quadris e nádegas e para baixo em cada perna. Normalmente, a ciática afeta apenas um lado do corpo e ocorre com mais frequência quando há uma hérnia de disco, esporão ósseo na coluna vertebral ou estreitamento da coluna vertebral (estenose espinhal), o que comprime parte do nervo. Isso causa inflamação, dor e, muitas vezes, algum entorpecimento na perna afetada. Embora a dor associada à ciática possa ser grave, a maioria dos casos resolve-se com tratamentos não-operatórios em algumas semanas. As pessoas que têm ciática severa que está associada a fraqueza significativa da perna ou alterações no intestino ou na bexiga podem ser candidatas a cirurgia.

- Varizes - As veias alargadas e com a aparência de nódulos, chamadas de varizes também podem causar muita dor. Para muitas pessoas, pequenas varizes são simplesmente uma preocupação cosmética. Para outras pessoas, as varizes podem causar dor e desconforto. As varizes também podem indicar um maior risco de outros problemas circulatórios. O tratamento pode envolver medidas ou procedimentos médicos para fechar ou remover veias.

- Aterosclerose - Certas condições médicas levam a algum tipo de dor nas pernas, como a aterosclerose, um estreitamento e endurecimento das artérias devido à acumulação de gordura e colesterol. “Se os tecidos na perna não recebem oxigénio suficiente, isso pode resultar em dor nas pernas, particularmente nos gémeos”, esclarece a médica.

- Trombose venosa profunda (TVP) - Pode causar dor e ocorre quando um coágulo de sangue se forma numa veia. As TVPs , por norma, formam-se na perna após longos períodos de repouso na cama, causando dor de inchaço e cãibras.

- Artrite - O que causa muita dor também é a artrite, que pode causar ainda inchaço e vermelhidão, em função da inflamação das articulações. “A gota é uma forma de artrite que pode ocorrer quando muito ácido úrico se acumula no corpo”, comenta a médica.

- Hérnia discal - A hérnia discal pode doer muito pois pode comprimir nervos na coluna vertebral, o que pode desencadear a dor que viaja da coluna para os braços e pernas.

Prevenção de dor nas pernas:

Procure sempre alongar antes dos exercícios físicos, para evitar dor nas pernas devido à atividade física. Também é útil comer alimentos ricos em potássio, como banana e frango, para ajudar a prevenir lesões nos músculos das pernas e nos tendões.

Fazer pelo menos 30 minutos de exercícios por dia, cinco dias por semana, é também fundamental para evitar a dor nas pernas, porém, tão importante quanto isso é conseguir manter um peso saudável, evitando casos de peso a mais ou até mesmo obesidade.

Evitar fumar é um outro ‘requisito’, assim como controlar os níveis de colesterol, açúcar no sangue e pressão arterial, tomando as medidas necessárias e médicas para consegui-lo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório