Meteorologia

  • 19 JANEIRO 2020
Tempo
14º
MIN 9º MÁX 15º

Edição

Duas verdades e quatro mitos sobre a alergia alimentar

O mundo da alimentação está repleto de teorias mais ou menos correta... e as alergias alimentares não são exceção. Eis alguns dos mitos que deve deixar cair já por terra e as verdades em que deve acreditar.

Duas verdades e quatro mitos sobre a alergia alimentar

Nunca se falou tanto de nutrição como nos dias de hoje, mas também nunca se falou tão mal de nutrição como agora.

Numa altura em que a informação se espalha de forma descontrolada na internet, torna-se difícil (ou, muitas vezes, quase impossível) filtrar aquilo que realmente importa e/ou está correto. E qual o resultado disto? Um sem fim de teorias erradas e de mitos que passam de boca em boca e que induzem as pessoas em erro, colocando a própria saúde em risco.

No que diz respeito às alergias alimentares - uma patologia que embora seja mais ou menos comum virou 'moda' de um momento para o outro - são muitos os mitos que se espalham e que confundem as pessoas, fazendo-as acreditar que são alergias a algo que comem quando, na verdade, pode não ser bem assim.

Para facilitar a vida aos mais confusos, a BBC listou aqueles que são os mais impactantes mitos e verdades sobre as alergias alimentares, uma explicação que pretende acabar com algumas teorias e mostrar às pessoas que nem tudo o que se lê é de fiar.

Comecemos pelas verdades. Sabia que pode ser alérgico a qualquer alimento? Pois bem, é possível, contudo, há um grupo restrito de alimentos que se assume como responsável por 90% das alergias, diz a publicação, destacando que se trata dos ovos, leite, peixes, crustáceos, amendoim, soja, trigo e frutos secos (ou de casca rija).

É também verdade que as alergias e intolerâncias alimentares (embora sejam condições diferentes) são hereditárias, sendo que a proximidade do grau de parentesco aumenta a probabilidade de ter uma reação alérgica a determinados alimentos. E por falar em intolerância alimentar, fique a par das explicações que a nutricionista Lillian Barros deu ao Lifestyle ao Minuto.

Quanto aos mitos, um dos mais comuns é aquele que afirma que a alergia alimentar é inofensiva. Embora possa ser controlada (ou melhor, evitada), a verdade é que pode também causar a morte. Acreditar que comer poucas quantidades do alimento alergénico não causa problemas é também um erro, pois até mesmo as mais pequenas e insignificantes quantidades podem causar uma reação.

Um outro mito comum diz respeito à possibilidade de eliminar o fator alergénico ao cozinhar o alimento, uma ideia que se pode assumir como perigosa.

E eliminar uma alergia alimentar, é possível? Sim... e não. Como explica a BBC, as crianças, por exemplo, podem deixar de ser alérgicas ao ovo e ao leite aos cinco anos, contudo, existem outros alimentos causadores de alergia que não têm o mesmo efeito.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório