Meteorologia

  • 05 JUNHO 2020
Tempo
25º
MIN 17º MÁX 25º

Edição

Afinal, o apêndice humano serve mesmo para alguma coisa

Este órgão que se achava inútil pode, na verdade, ser vital para armazenar bactérias benéficas para a saúde do corpo.

Afinal, o apêndice humano serve mesmo para alguma coisa

O apêndice humano pode ser mais importante do que se pensa. Estudo internacional revela que esta pequena bolsa evoluiu para desenvolver mais e mais tecido linfático - ideal para estimular o crescimento de bactérias intestinais benéficas e melhorar o sistema imunitário.

Além do ser humano, mais de 500 espécies de mamíferos têm um apêndice, mas na maioria delas este órgão inclui-se no sistema digestivo.

Hoje em dia ainda não havia explicações sólidas para os humanos terem apêndice, mas um estudo internacional liderado pela Dra. Heather Smith, da Midwestern University Arizona College of Osteopathic Medicine, que analisou a evolução em 533 mamíferos com apêndice descobriu que as espécies com apêndice têm maiores concentrações médias de tecido linfático, que é fundamental para o sistema imunológico.

O tecido linfático também pode estimular o crescimento de alguns tipos de bactérias intestinais benéficas, fornecendo mais provas de que o apêndice pode servir como um "armazém" para bactérias intestinais úteis.

Portanto, como reporta o Daily Mail, os investigadores concluíram que o apêndice não está a evoluir de forma independente, mas como parte de um maior complexo de órgãos, incluindo tanto o apêndice como o ceco, o órgão entre o apêndice e o sistema digestivo (intestino grosso e delgado).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório