Meteorologia

  • 29 NOVEMBRO 2022
Tempo
10º
MIN 8º MÁX 16º

Dez dados pessoais que não deve revelar numa entrevista de emprego

Quer agradar, quer ser simpático e, sobretudo, quer o emprego. Mas há informações que não precisa nem deve revelar.

Dez dados pessoais que não deve revelar numa entrevista de emprego
Notícias ao Minuto

07:48 - 20/06/16 por Vânia Marinho

Lifestyle Carreira

Bastam poucos segundos para conseguir ficar com uma primeira impressão em relação a outra pessoa. E qualquer um dos segundos numa entrevista de trabalho pode ditar se passa à próxima fase ou não.

O nervosismo por vezes pode atrapalhá-lo e fazê-lo falar demais. A revista Forbes listou as dez informações pessoais que não deve revelar numa entrevista de emprego… se não quer que o descartem:

1. A sua situação financeira. Não é o momento para falar da sua situação financeira, e mesmo que o entrevistador o leve a dizer que não está num bom momento económico, nunca implore pelo posto de trabalho, só vai reduzir as suas hipóteses.

2. A sua relação sentimental. Não tem de dizer se é casado, vai casar ou é divorciado, fale apenas do seu percurso profissional sem mencionar a sua vida sentimental.

3. Problemas legais. Se a sua ex-mulher ou o seu ex-marido lhe pôs um processo em tribunal ou se teve de abrir falência de uma empresa que outrora teve e agora enfrenta problemas legais, não interessa à pessoa que o está a entrevistar. Aliás, revelar que tem problemas na justiça não vai abonar nada a seu favor.

4. Doenças. Logo encontrará uma melhor oportunidade para falar de algum problema de saúde que tenha que não na primeira entrevista.

5. Planos familiares. Não tem qualquer obrigação de dizer ao seu recrutador que tem filhos ou se pensa ou não ter.

6. Saídas problemáticas do antigo trabalho. Mesmo que a forma como saíu do seu antigo emprego desse uma história para uma comédia romântica, não interessa estar a contar isso na entrevista para um novo emprego, se lhe perguntarem porque saíu do outro emprego, diga que precisava de uma mudança ou que saíu por um acordo mútuo.

7. Religião. Apenas se a empresa fizer parte de uma tradição religiosa específica e só contratar pessoas dessa religião é que deve falar da sua religião, caso contrário não é relevante.

8. Posição política. Apesar de não ser correto, por vezes revelar a sua posição política pode reduzir as suas hipóteses de ficar com o emprego, pois esta pode entrar em conflito com o recrutador.

9. Compromissos. Pode falar à vontade das suas ambições e projetos fora da empresa se lhe perguntarem, mas não fale sobre eles com demasiado entusiasmo, especialmente se são coisas que parecem exigir muito tempo de dedicação, pois pode preocupar o recrutador.

10. Queixumes sobre os antigos chefes. A lealdade de um empregado é fundamental para as empresas, por isso estar na entrevista para um novo emprego a falar mal do seu antigo chefe ou da empresa onde esteve mostra que fará o mesmo mais tarde.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório