Meteorologia

  • 14 ABRIL 2024
Tempo
26º
MIN 18º MÁX 28º

Covid-19. Novo estudo alerta para efeitos raros das vacinas

A mesma investigação refere ainda que o risco de infeção é largamente superior em pessoas não vacinadas.

Covid-19. Novo estudo alerta para efeitos raros das vacinas
Notícias ao Minuto

11:38 - 21/02/24 por Notícias ao Minuto

Lifestyle Coronavírus

Um novo estudo da Global Vaccine Data Network, uma empresa de investigação da Organização Mundial de Saúde, refere que as vacinas contra a Covid-19 podem estar associadas a casos raros de doenças cardíacas, cerebrais e sanguíneas.

Apesar destas conclusões, a investigação aponta também que o risco de infeção e as complicações derivadas da Covid-19 serão bem maiores no caso de pessoas não vacinadas.

Leia Também: Estudo. Vida sexual das mulheres pode não ser a mesma depois da Covid-19

"As probabilidades de todos estes eventos adversos ainda são muito, muito maiores quando infetados com SARS-CoV-2. Portanto, ser vacinado ainda é de longe a escolha mais segura", revela Jacob Glanville, CEO da empresa de biotecnologia Centivax, à revista Forbes.

De acordo com a mesma publicação, o estudo contou com a análise de 99 milhões de pessoas vacinadas em oito países com as vacinas da Pfizer, Moderna e AstraZeneca, tendo sido detetados casos raros de miocardite, pericardite, síndrome de Guillain-Barré, coágulos sanguíneos ou encefalomielite. 

No caso da miocardite, observou-se um risco 6,1 maior com a segunda dose da vacina da Moderna. Já no caso da pericardite, o risco foi 6,9 maior com a terceira dose da AstraZeneca.

Este é o maior estudo acerca destas vacinas feito até ao momento.

Leia Também: Coração em alerta! Ignorar estes sintomas é um perigo para as mulheres

Recomendados para si

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório