Meteorologia

  • 25 JUNHO 2024
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 24º

O tipo de alimento que ajuda a reduzir a cintura (e faz bem ao cérebro)

É a recomendação do médico e autor Michael Mosley.

O tipo de alimento que ajuda a reduzir a cintura (e faz bem ao cérebro)
Notícias ao Minuto

20:30 - 07/06/23 por Notícias ao Minuto

Lifestyle Alimentação

Perder alguns centímetros na cintura não é uma tarefa simples. Por isso todas as dicas e truques são úteis. Precisa de novos conselhos? Saiba o que recomendou Michael Mosley, médico e autor britânico, no mais recente episódio do seu podcast 'Just One Thing'.

Então, segundo o médico, o melhor é apostar em frutos secos, já que são um snack rico em proteínas que ajudam a proteger o coração, evitar doenças graves, como cancro, e ainda estimular o cérebro.

Leia Também: Beba este sumo para emagrecer, reduzir a cintura e queimar gordura

Além disso, são ricos em fibras, mas também polifenóis, ambos alimentam as bactérias intestinais e ajudam a reduzir a inflamação, explica. Michael Mosley cita um estudo onde se descobriu que comer mais frutos secos estava associado a um ganho de peso reduzido ao longo de cinco anos. Menciona ainda que está relacionado com risco menor de obesidade e excesso de peso. 

Falando com Sze-Yen Tan da Deakin University na Austrália, o médico concluiu também que ao comer frutos secos, "sentimo-nos mais cheios e, consequentemente, ajustamos a nossa próxima refeição". O que ajuda, e muito, a reduzir a cintura. 

Para terminar aconselha a comer cerca de 15 a 30 gramas de frutos secos como amendoins, amêndoas e avelãs todos os dias. Isto, claro, apenas se aplica a quem não faz alergia a nenhum destes alimentos. 

Leia Também: A fruta que nunca deve faltar em casa se quiser emagrecer

Recomendados para si

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório